República da Irlanda | infraestrutura

Infraestrutura

Saúde

Centro de Pesquisa de Doenças no Hospital Beaumont, em Dublin

O Ministro da Saúde tem a responsabilidade de definir a política geral do serviço de saúde. Toda pessoa física residente na Irlanda tem o direito de receber cuidados de saúde através do sistema público de saúde, que é gerido pelo Serviço Executivo de Saúde e financiado por impostos gerais. Uma pessoa pode ser obrigada a pagar uma taxa subsidiada pela assistência médica recebida, o que depende de fatores como renda, idade, tipo de doença ou incapacidade. Todos os serviços de maternidade são fornecidos gratuitamente para crianças com idade de até 6 meses. Cuidados de emergência são fornecidos gratuitamente para qualquer pessoa admitida através dos serviços de urgência. No entanto, aos visitantes dos departamentos de Acidente e Emergência, em situações não emergenciais que não são referidas pelo médico da família, pode incorrer uma taxa de € 100. Em algumas circunstâncias essa taxa não é paga ou pode ser dispensada.[57]

Qualquer pessoa que tenha um Cartão Europeu de Seguro de Doença tem o direito de livre manutenção e tratamento em leitos públicos no sistema público de saúde e em hospitais privados. Serviços ambulatoriais também são fornecidas gratuitamente. No entanto, a maioria dos pacientes com renda média ou acima são obrigados a pagar as despesas hospitalares subsidiadas. Os seguros privados de saúde estão disponíveis à população para aqueles que querem usar esse tipo de serviço.

A expectativa de vida na Irlanda é 79,2 anos, sendo 76,8 anos para os homens e 81,6 anos para as mulheres.[58] O país tem a maior taxa de natalidade na União Europeia (16,8 nascimentos por 1.000 habitantes, contra uma média europeia de 10,7)[59] e uma taxa de mortalidade infantil muito baixa (3,5 por 1.000 nascidos vivos).

Educação

A University College Cork foi fundada em 1845 e é uma universidade constituinte da Universidade Nacional da Irlanda

A Irlanda tem três níveis de ensino: primário, secundário e superior. Os sistemas de ensino estão, em grande parte, sob a orientação do governo através do Ministro da Educação e Habilidades. Escolas primárias e secundárias reconhecidas devem aderir ao currículo estabelecido pelos órgãos competentes. O ensino é obrigatório entre as idades de 6 e 15 anos e todas as crianças até a idade de 18 anos devem completar os três primeiros anos do ensino secundário, incluindo uma sessão do exame de Certificado Júnior.[60]

Há aproximadamente 3.300 escolas primárias na Irlanda. A grande maioria (92%) estão sob o patrocínio da Igreja Católica. As escolas mantidas por organizações religiosas, mas que recebem dinheiro público e reconhecimento, não podem discriminar alunos com base na religião ou a ausência dela. Existe um sistema sancionado de preferência, onde os alunos de uma determinada religião podem ser aceitos diante daqueles que não compartilham os princípios da escola, num caso em que a cota de uma escola já foi atingida.[61] No ensino superior, cerca de 37% da população da Irlanda tem uma graduação, índice que está entre os maiores percentuais no mundo.[62][63]

O Leaving Certificate, que é aplicado após dois anos de estudo, é o exame final do sistema de ensino secundário. Aqueles que pretendem prosseguir para o ensino superior, normalmente fazem este exame, com acesso a cursos de terceiro nível, geralmente dependendo dos resultados obtidos a partir das seis melhores disciplinas cursadas, numa base competitiva.[64] Prêmios de terceiro nível de educação são conferidos por mais de 38 instituições de ensino superior, incluindo a University College Dublin', a Universidade de Dublin, o Instituto de Tecnologia de Dublin, a Universidade Nacional da Irlanda, o Instituto de Tecnologia de Cork, o Instituto de Tecnologia de Waterford e a Universidade de Limerick. Estas são as autoridades que conferem o grau de aprovação pelo governo e podem conceder prêmios em todos os níveis acadêmicos.

O Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA), coordenado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), atualmente classifica a educação da Irlanda como a 20ª melhor do mundo entre os países participantes em áreas como ciência, sendo significativamente maior do que a média da OCDE.[65] Em 2006, os estudantes irlandeses com quinze anos tiveram o segundo maior nível de literacia em leitura na União Europeia.[66] Os níveis de ensino primário, secundário e superior são todos gratuitos na Irlanda para todos os cidadãos da União Europeia.[67]

Transportes

Terminal 2 do Aeroporto de Dublin

Os três principais aeroportos internacionais da República da Irlanda são Dublin, Shannon e Cork, que servem muitas rotas europeias e intercontinentais com voos regulares e fretados. A rota Londres-Dublin é a rota aérea internacional mais movimentada da Europa, sendo que 4,5 milhões de pessoas voaram entre as duas cidades em 2006.[68][69] A Aer Lingus é a companhia aérea de bandeira irlandesa, embora a Ryanair seja a maior companhia aérea do país. A Ryanair é a maior companhia aérea de baixo custo da Europa,[70] a segunda maior em termos de número de passageiros e a maior do mundo em termos de número de passageiros internacionais.[71]

Os serviços de transporte ferroviário são fornecidos pela Iarnród Éireann, que opera todos os serviços ferroviários suburbanos intermunicipais internos e de mercadorias no país. Dublin é o centro da rede com duas estações principais, as estações Heuston e Connolly, que liga a cidades às principais cidades do país.

Auto-estradas, estradas nacionais primárias e secundárias são geridas pela Autoridade Nacional de Estradas, enquanto estradas regionais e locais são geridas pelas autoridades locais em cada uma das suas respectivas áreas. A rede rodoviária é focada principalmente na capital, Dublin, mas auto-estradas estão atualmente a serem ampliadas a outras cidades, como parte do programa de investimento Transporte 21, que pretende expandir significativamente e melhorar a rede de transportes da Irlanda no período entre 2006 e 2015.[72]

Por fim, na Irlanda também há serviço de transporte marítimo via balsas oferecido pela Irish Ferries, que conecta o país ao Reino Unido e à França.[73]