Quarta Internacional | primeiro congresso

Primeiro Congresso

Emblema da Quarta Internacional.

O princípio da Internacional era a construção de novos partidos revolucionários de massas capazes de liderar revoluções operárias bem sucedida. O surgimento de novos partidos era visto como decorrente de uma onda revolucionária que se desenvolveria durante e como resultado da iminente Segunda Guerra Mundial. Trinta delegados participaram da conferência de fundação, realizada em setembro de 1938, na casa de Alfred Rosmer nos arredores de Paris. Estiveram presentes na reunião delegados dos principais países da Europa e da América do Norte. Entretanto, devido ao custo da viagem e da longa distância, poucos delegados da Ásia e da América Latina participaram. Um Secretariado Internacional foi criado, sendo formado por muitos dos principais trotskistas de então. Nele, estavam representados a maioria dos países onde os trotskistas atuavam.[19] Entre as resoluções adotadas pela conferência estava o "Programa Transitório".[20]

O "Programa Transitório" (conhecido no Brasil como Programa de Transição) era a declaração programática central do congresso, resumindo as concepções estratégicas e táticas da Quarta Internacional para o período revolucionário que os trotskistas viam abrindo como resultado da guerra que Trotsky previa há alguns anos. Não é, porém, o programa definitivo da Quarta Internacional – como é muitas vezes sugerido – mas ao invés disso contém um resumo do entendimento conjuntural do movimento à época e uma série de políticas transitórias, destinadas a desenvolver a luta dos trabalhadores pelo poder.[21][22]