Ásia | ver também
English: Asia

Ver também

Referências

  1. a b «Ásia». Enciclopédia Delta Universal. volume 2. Rio de Janeiro: Delta. C. 1982. 758 páginas 
  2. «Ásia». Enciclopédia Delta Universal. volume 2. Rio de Janeiro: Delta. C. 1982. pp. 758–760 
  3. a b c d e f g h «Ásia». Enciclopédia Delta Universal. volume 2. Rio de Janeiro: Delta. C. 1982. 760 páginas 
  4. Dicionário Houaiss, verbete "asiático".
  5. a b c «Asia». Encyclopædia Britannica Online. Chicago: Encyclopædia Britannica, Inc. 2006 
  6. a b c Celso Antunes (1991). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 55 
  7. National Geographic Atlas of the World (em inglês) 7° ed. Washington, D. C.: National Geographic Society. 1999. ISBN 978-0-7922-7528-2 
  8. a b c d Celso Antunes (1991). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 56 
  9. «Mountains of South Asia» 
  10. a b c d e f ANTUNES, Celso (1991). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 57 
  11. «The Himalaya» 
  12. a b «Pamir Mountains» 
  13. «Altitude of the Highest Point on Earth» 
  14. «A verdadeira altitude do Everest» 
  15. «Kanchenjunga» 
  16. «Himalayan Peaks and Mountains» 
  17. «Mar Morto por Fernando Kitzinger Danneman» 
  18. «Mar Morto no Cola da Web» 
  19. «Folha Online - Mundo - Terremoto no Japão deixa mais de cem feridos, segundo polícia - 26/05/2003» 
  20. «Folha Online - Reuters - Terremoto na Indonésia mata dois e deixa 5 000 desabrigados - 03/11/2002» 
  21. a b c d e ANTUNES, Celso (1996). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 78 
  22. a b ANTUNES, Celso (1996). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 79 
  23. a b c d e f g ANTUNES, Celso (1996). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 77 
  24. «Temperaturas do mar». Consultado em 7 de dezembro de 2012 
  25. a b c d e f g h ANTUNES, Celso (1996). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 80 
  26. ANTUNES, Celso (1991). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 79 
  27. a b c d e f ANTUNES, Celso (1991). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 81 
  28. a b c d e ANTUNES, Celso (1991). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 82 
  29. a b c d e f ANTUNES, Celso (1991). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 83 
  30. a b c ANTUNES, Celso (1991). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 84 
  31. a b c d ANTUNES, Celso (1991). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 85 
  32. a b c d e ANTUNES, Celso (1991). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 86 
  33. a b ANTUNES, Celso (1991). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 87 
  34. a b c ANTUNES, Celso (1991). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4!página=87. São Paulo: Scipione 
  35. a b c d ANTUNES, Celso (1991). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 88 
  36. «Welt: Ballungsräume» (em alemão). World Gazetteer. Consultado em 30 de maio de 2008 
  37. Moriconi-Ebrard, François. De Babylone à Tōkyō : Les grandes agglomérations du monde, Ed. Ophrys, 2000, p. 330.
  38. «Human Development Report 2011» (PDF) 
  39. «Nominal GDP list of countries. Dados para o ano de 2011». Fundo Monetário Internacional, World Economic Outlook Database. Abril de 2012 
  40. «World Development Indicators database, Dados maioritariamente referentes a 2011»  Banco Mundial
  41. «GDP - per capita (PPP)»  The World Factbook, Central Intelligence Agency.
  42. ANTUNES, Celso (1991). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 89 
  43. a b c ANTUNES, Celso (1991). Geografia e participação. 4. São Paulo: Scipione. p. 89 
  44. a b ANTUNES, Celso (1991). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 64 
  45. a b c d e ANTUNES, Celso (1991). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 65 
  46. a b c d e f ANTUNES, Celso (1991). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 66 
  47. «As Línguas Asiáticas». EmDiv. 20 de agosto de 2008. Consultado em 12 de junho de 2010. Arquivado do original em 30 de julho de 2010 
  48. «The 30 Most Spoken Languages in the World» 
  49. A Armênia é por vezes contada como um país europeu; em alguns casos, é considerada um país transcontinental. Pelo critério fisiográfico, integra a Ásia, mas possui laços históricos com a Europa.
  50. O Azerbaijão é freqüentemente considerado um país transcontinental, entre a Europa e a Ásia. O Nakichevan é um enclave azerbaijano.
  51. O Cazaquistão costuma ser considerado um país transcontinental, entre a Europa e a Ásia.
  52. Chipre é por vezes considerado como um país europeu.
  53. O Egito é amplamente reconhecido como um país transcontinental, com a sua maior porção na África e a península do Sinai na Ásia.
  54. A Geórgia é por vezes considerada um país transcontinental, entre a Europa e a Ásia.
  55. A ilha de Socotorá situa-se em África.
  56. A Indonésia é por vezes considerada um país transcontinental (entre a Ásia e a Oceania), dela excluídas a Papua, a Papua Ocidental, as ilhas Molucas e as Pequenas Ilhas da Sonda.
  57. Por vezes, culturalmente associada à Europa.
  58. As Ilhas Ogasawara e a ilha de Minami Torishima (Ilha Marcus) situam-se na Oceânia.
  59. O Estado da Palestina foi recentemente reconhecido como país pela ONU, em 29 de dezembro de 2012
  60. A Rússia é amplamente reconhecida como um país transcontinental, entre a Europa e a Ásia.
  61. Timor-Leste, é por vezes, e tal como partes orientais da Indonésia, considerado como fazendo parte da Oceania.
  62. A Turquia é amplamente reconhecida como um país transcontinental, entre a Europa e a Ásia.
  63. a b Estado independente reconhecido pela Rússia e pela Nicarágua localizado na Geórgia, que tanto pode ser incluído na Ásia como na Europa.
  64. Estado independente não-reconhecido localizado no Azerbaijão, que tanto pode ser incluído na Ásia como na Europa.
  65. Estado independente reconhecido apenas pela Turquia, localizado em Chipre, que tanto pode ser incluído na Ásia como na Europa.
  66. Estado independente reconhecido por 23 países.
  67. Algumas fontes incluem as ilhas Cocos na Oceania.
  68. Algumas fontes incluem a Ilha do Natal na Oceania.
  69. Por vezes Guam está associado à Ásia, mas normalmente é citado como pertencente à Oceânia
  70. Tal como Chipre, são muitas vezes considerados como território europeu.
  71. Hong Kong é uma Região Administrativa Especial da República Popular da China, confirmada por acordo internacional com o Reino Unido.
  72. Macau é uma Região Administrativa Especial da República Popular da China, confirmada por acordo internacional com Portugal.
  73. a b c d ANTUNES, Celso (1991). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 75 
  74. a b ANTUNES, Celso (1991). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 74 
  75. a b c d e f g ANTUNES, Celso (1991). Geografia e participação: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 76 
  76. «Regional programming for Asia: Strategy document 2007-2013» (PDF). Site oficial da Comissão Europeia. 31 de maio de 2007. Consultado em 10 de setembro de 2009 
  77. «Na Ásia continua a haver muita pobreza». Revista Audácia. Janeiro de 1998 
  78. «Mais de um bilhão vivem na pobreza na Ásia e região do Pacífico». Jornal O Globo. 28 de agosto de 2009 
  79. a b c ANTUNES, Celso (1996). Geografia e participação, 1º grau: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 92 
  80. «As castas indianas» 
  81. a b «O sistema de castas na Índia» 
  82. Warfield, B. B. (11 de julho de 2007). «O que é o fatalismo?». Evangélico Semper Reformanda 2005. Consultado em 26 de setembro de 2009 
  83. a b c ANTUNES, Celso (1996). Geografia e participação, 1º grau: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 93 
  84. a b c d e ANTUNES, Celso (1996). Geografia e participação, 1º grau: Europa, Ásia, África e Oceania. 4. São Paulo: Scipione. p. 94 


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikcionário Definições no Wikcionário
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons
Wikinotícias Notícias no Wikinotícias
Wikivoyage Guia turístico no Wikivoyage
Wikidata Base de dados no Wikidata