Volt
English: Volt

Alessandro Volta

O volt (símbolo: V) é a unidade de tensão elétrica (ou diferença de potencial elétrico) do Sistema Internacional de Unidades.[1] O plural do nome da unidade é volts.[2]

O volt é o potencial de transmissão de energia, em joules, por carga elétrica, em coulombs, entre dois pontos distintos no espaço. Dizer que a tensão existente entre dois pontos corresponde a um volt é o mesmo que dizer que cada carga de um coulomb que se movimenta entre tais pontos transmite um joule de energia.[3]

O nome 'volt' é uma homenagem a Alessandro Volta, que desenvolveu a pilha voltaica, precursora da bateria elétrica.

Utiliza-se a seguinte fórmula para calcular a tensão:

Outra relação importante é a que relaciona a potência com a tensão elétrica e a corrente elétrica:

Assim, 1 watt corresponde ao produto de 1 volt por 1 ampère.

Definição

Um volt é definido como a diferença em potencial elétrico entre dois pontos de um fio condutor quando uma corrente elétrica de 1 ampere dissipa 1 watt de potência entre estes pontos.[4] É igual, também, à diferença de potencial elétrico entre dois planos paralelos, infinitos, espaçados de 1 metro que cria um campo elétrico de 1 newton por coulomb.

Adicionalmente, é a diferença de potencial entre 2 pontos que vão transmitir 1 joule de energia por coulomb de carga que passe através destes pontos. Pode ser expressado em termos de unidades do SI(m, kg, s e A) como:

Também pode ser expresso como ampere vezes ohms (corrente vezes resistência, lei de ohm), watt por ampere (potência por unidade de corrente, definição de energia elétrica) ou joules por coulomb (energia por unidade de carga), o que também é equivalente a elétron-volts pela carga elementar do elétron:

Definição da Junção de Josephson

O volt “convencional”, V90, definida em 1988 na 18ª Conferência Geral de Pesos e Medidas e em uso desde 1990, é implementado usando o Efeito Josephson para uma conversão exata de frequência para tensão, combinada com o padrão de frequência césio. Para a constante de Josephson, KJ = 2e/h (onde e é o valor da carga elementar do elétron e h é a constante de Planck), o valor “convencional” KJ-90 é usado como:

Este padrão é usualmente percebido usando uma matriz conectada em série de milhares ou dezenas de milhares de junções, excitadas por sinais de micro-ondas entre 10 e 80 GHz (dependendo do design da matriz).[5] Empiricamente, diversos experimentos mostraram que o método é independente do design do dispositivo, material, configuração de medidas, etc., e nenhum termo de correção é necessário em uma implementação prática. [6]