Vietnã
English: Vietnam

Cộng hòa Xã hội chủ nghĩa Việt Nam
República Socialista do Vietnã / Vietname
Bandeira do Vietname / Vietnã
Brasão do Vietname / Vietnã
BandeiraBrasão de Armas
Lema: Độc Lập, Tự Do, Hạnh Phúc
(Vietnamita: "Independência, liberdade, felicidade")
Hino nacional: Tien Quan Ca
Gentílico: vietnamita,
vietnamês,
vietnamense,
vietnamiano[1]

Localização do Vietname / Vietnã

Localização do Vietnã/Vietname em verde escuro e dos outros países membros da ASEAN em cinza escuro.
CapitalHanói
21º2'N 105º51'L
Cidade mais populosaCidade de Ho Chi Minh
Língua oficialVietnamita
GovernoRepública socialista (marxista-leninista) unitária unipartidária
 - PresidenteNguyễn Phú Trọng
 - Primeiro-ministroNguyễn Xuân Phúc
 - Secretário-geral do PCVNguyễn Phú Trọng
Independênciada França 
 - Declarada2 de setembro de 1945 
 - Reconhecida21 de Julho de 1954 
Área 
 - Total331 689 km² (65.º)
 - Água (%)1,3
 FronteiraRepública Popular da China, Laos e Camboja
População 
 - Estimativa para 2016[2]94 569 072 hab. (14.º)
 - Censo 200986 025 000 hab. 
 - Densidade253 hab./km² (46.º)
PIB (base PPC)Estimativa de 2014
 - TotalUS$ 509,466 bilhões*[3] 
 - Per capitaUS$ 5 621[3] 
PIB (nominal)Estimativa de 2014
 - TotalUS$ 187,848 bilhões*[3] 
 - Per capitaUS$ 2 072[3] 
IDH (2017)0,694 (116.º) – médio[4]
MoedaDong (VND)
Fuso horário(UTC+7)
 - Verão (DST) (UTC+7)
Org. internacionaisASEAN, ONU, FMI, OMS, OMC
Cód. ISOVNM
Cód. Internet.vn
Cód. telef.+84
Website governamentalwww.vietnam.gov.vn

Mapa do Vietname / Vietnã

Vietnã (pt-BR) ou Vietname (pt) (em vietnamita: Việt Nam, pronunciado: [viət˨ næm˧] (Sobre este somescutar )), oficialmente República Socialista do Vietnã/Vietname (em vietnamita: Loudspeaker.svg? Cộng hòa Xã hội chủ nghĩa Việt Nam), é um Estado soberano localizado no leste da península da Indochina, no Sudeste Asiático. Faz fronteira com a República Popular da China a norte, com Laos e com o Camboja a oeste, com o golfo da Tailândia a sudoeste, e a leste e sul com o mar da China Meridional, onde há mais de 4 000 ilhas (e recifes) próximas e distantes da costa, muitas destas reivindicadas pelo Vietnã, sendo que ainda estão em disputa outros países, como a República da China (Taiwan), a República Popular da China, a Malásia e as Filipinas. Com uma população de mais de 90 milhões de habitantes, é o 14º país mais populoso do mundo, tendo Hanói como sua capital desde sua reunificação, em 1976.

A região do atual país fez parte da China Imperial por mais de um milênio, a partir de 111 a.C até 938 d.C. Os vietnamitas se tornaram independentes da China Imperial no ano de 938, após a vitória vietnamita na batalha de Bach Dang. Dinastias reais vietnamitas sucessivas floresceram quando a nação se expandiu geográfica e politicamente para o Sudeste da Ásia, até a península da Indochina ser colonizada pelos franceses em meados do século XIX. Na sequência de uma ocupação japonesa, na década de 1940, os vietnamitas lutaram contra o domínio francês na Primeira Guerra da Indochina, que resultou na expulsão dos Franceses em 1954. A partir daí, o Vietnã foi dividido politicamente em dois estados rivais, o Vietnã do Norte e o Vietnã do Sul. O conflito entre os dois lados se intensificou, com forte intervenção dos Estados Unidos, no conflito que ficou conhecido como a Guerra do Vietnã. A guerra terminou com a vitória norte-vietnamita em 1975. Após a vitória do Vietnã do Norte sobre o Vietnã do Sul, representado pela Frente Nacional de Libertação do Sul do Vietnã, o país passou a ser a República Socialista do Vietnã, mantida até aos dias atuais.

Desde 1986, a economia nacional está em transição de uma economia planificada para uma de mercado.[5] Esta mudança fez com que, em 2012, as empresas estatais respondessem por apenas 40% do produto interno bruto.[5] O setor econômico vietnamita é um dos que mais crescem no mundo, de acordo com o Citigroup, estando em 11º lugar nas economias de mais rápido crescimento. Com a reforma econômica implementada no país, este tornou-se um membro da Organização Mundial do Comércio (OMC) em 2007. No entanto, o país ainda enfrenta muitos problemas, como a inflação, a falta de equilíbrio econômico, as deficientes condições de saúde, a pobreza e a desigualdade social. Oficialmente, o Vietnã estabeleceu relações diplomáticas com 178 nações, e relações econômicas, comerciais e de investimento com mais de 224 países e territórios dependentes. É membro das Nações Unidas, da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), da Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico (APEC) e da Organização Internacional da Francofonia (OIF).

Etimologia

O nome Việt Nam (em vietnamita: [viət Nam]) é uma variação do "Nam Việt" (em chinês: 南越; em pinyin: Nanyue, literalmente "Việt Meridional" ou "do Sul"), um nome que pode ser rastreado até à dinastia Triệu do século II a.C.[6] A palavra Việt originou-se como uma forma abreviada de Bách Việt (em chinês: 百越; em pinyin: Bǎiyuè), uma palavra aplicada a um grupo de povos que então viviam no sul da China e do atual Vietnã.[7] A forma "Vietnam" (越南) é registrada pela primeira vez no poema oracular do século XVI, de Nguyễn Bỉnh Khiêm.[8] O nome também foi encontrado em doze estelas esculpidas nos séculos XVI e XVII, incluindo uma em Bao Lam Pagoda, em Haiphong, datada de 1558.[9]

Entre 1804 e 1813, o nome foi utilizado oficialmente pelo imperador Gia Long.[10] Foi revitalizado no início do século XX, pelo nacionalista Phan Boi Chau, no livro History of the Loss of Vietnam e mais tarde pelo Việt Nam Quốc Dân Đảng.[11] O país geralmente era chamado Annam até 1945, quando o governo imperial, em Huế, e o movimento Việt Minh, em Hanói, adotaram o nome Vietnã.[12] Uma vez que o uso de caracteres chineses foi interrompido em 1918, a ortografia alfabética romanizada Vietnam é considerada a oficial.[1][12]