Vaticano
English: Vatican City

Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser acadêmico)
Stato della Città del Vaticano (italiano)
Status Civitatis Vaticanæ (latim)

Estado da Cidade do Vaticano
Bandeira do Vaticano
Brasão de Armas do Vaticano
BandeiraBrasão de armas
Hino nacional: Inno e Marcia Pontificale
("Hino e Marcha Pontifical")
Gentílico: vaticano(a)[1]

Localização do Estado da Cidade do Vaticano

Localização do Vaticano (em vermelho escuro) no continente europeu (branco)
CapitalCidade do Vaticano[2]
41º 54'N 12° 27′E
Língua oficialItaliano[3]
Latim[4]
GovernoMonarquia absoluta eletiva teocrática[5]
 - PapaFrancisco
 - Secretário de EstadoPietro Parolin
Independênciado Reino da Itália 
 - Tratado de Latrão11 de fevereiro de 1929 (90 anos) 
Área 
 - Total0,44 km² (233.º)
 - Água (%)0
 FronteiraItália (enclave)
População 
 - Estimativa para 2017~ 1 000[6] hab. (194.º)
 - Densidade1891 hab./km² (6.º)
MoedaEuro[nota 1] (EUR)
Fuso horárioCET (UTC+1)
 - Verão (DST)CEST (UTC+2)
ClimaMediterrâneo
Org. internacionaisUnião Latina[nota 2]
ONU[nota 3]
Cód. ISOVAT
Cód. Internet.va
Cód. telef.+379
Website governamentalwww.vatican.va
www.vaticanstate.va

Mapa do Estado da Cidade do Vaticano

Vaticano ou Cidade do Vaticano, oficialmente Estado da Cidade do Vaticano (em italiano: Stato della Città del Vaticano [tʃitˈta del vatiˈkaːno]; em latim: Civitas Vaticana),[7] é a sede[8] da Igreja Católica e uma cidade-Estado soberana sem costa marítima, cujo território consiste de um enclave murado dentro da cidade de Roma, capital da Itália. Com aproximadamente 44 hectares (0,44 km²) e com uma população estimada de 1000 habitantes, é a menor entidade territorial do mundo administrada por um Estado.[9][10]

A Cidade do Vaticano é uma cidade-Estado que existe desde 1929. É distinta da Santa Sé, que remonta ao cristianismo primitivo sendo a principal sé episcopal de 1,5 bilhão de católicos romanos (latinos e orientais) de todo o mundo. Ordenanças da Cidade do Vaticano são publicadas em italiano; documentos oficiais da Santa Sé são emitidos principalmente em latim. As duas entidades ainda têm passaportes distintos: a Santa Sé, como não é um país, apenas trata de questões de passaportes diplomáticos e de serviço; o Estado da Cidade do Vaticano cuida dos passaportes comuns. Em ambos os casos, os passaportes emitidos são muito poucos.

O Tratado de Latrão, de 1929, que criou a cidade-Estado do Vaticano, descreve-a como uma nova criação (preâmbulo e no artigo III) e não como um vestígio dos muito maiores Estados Pontifícios (756–1870), que anteriormente abrangiam a região central da Itália. A maior parte desse território foi absorvida pelo Reino de Itália em 1860 e a porção final, ou seja, a cidade de Roma, com uma pequena área perto dela, dez anos depois, em 1870. Os papas residem na área, que em 1929 tornou-se a Cidade do Vaticano, desde o retorno de Avinhão em 1377. Anteriormente, residiam no Palácio de Latrão na colina Célio no lado oposto de Roma, local que Constantino deu ao Papa Milcíades em 313. A assinatura dos acordos que estabeleceram o novo Estado teve lugar neste último edifício, dando origem ao nome Tratado de Latrão, pelo qual é conhecido.

A Cidade do Vaticano é um Estado eclesiástico[9] ou teocrático-monárquico,[5] governado pelo bispo de Roma, o Papa. A maior parte dos funcionários públicos são todos os clérigos católicos de diferentes origens raciais, étnicas e nacionais. É o território soberano da Santa Sé (Sancta Sedes) e o local de residência do Papa, referido como o Palácio Apostólico.

Etimologia

Vaticano é uma colina situada na região noroeste de Roma e não possui ligação com as sete colinas de Roma. Era o local dos oráculos muito antes da Roma pré-cristã. Vaticanus, também conhecido como Vagitanus, era um deus etrusco,[11] que "abria a boca do recém nascido para que ele pudesse dar o primeiro grito, o primeiro choro",[12] e seu templo foi construído no antigo local de Vaticanum.[11] Lá se ergueu também o Circo de Nero. Acredita-se que tenha sido também o local em que São Pedro foi martirizado e sepultado.[11][12]