Tamerlão
English: Timur

Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:
Tamerlão
Nascimento9 de abril de 1336
Shahrisabz
Morte19 de fevereiro de 1405 (68 anos)
Shymkent
SepultamentoMausoléu de Gur-Emir
CidadaniaShahrisabz
ProgenitoresPai:Taragaï
CônjugeSaray Malik Katun, Aljaya Khatun Agha, Uljay-Turkan aga, Chelpanov-Mulk Aga, Dilshad aga
Filho(s)Shahrukh
Ocupaçãoguerreiro
TítuloBaig, , Mirza, Emir
ReligiãoIslã, Sufismo

Tamerlão, do turcomano, Timur-i-Lenk (em persa: تیمور لنگ), ou "Timur, o Coxo" (Kesh, atual Shahrisabz, Uzbequistão, 8 de abril de 1336 – Otrar, perto da atual Shymkent, Cazaquistão, 19 de fevereiro de 1405), de seu verdadeiro nome Tīmur ibn Taragay Barlas [1] foi o último dos grandes conquistadores nômades da Ásia Central de origem turco-mongol.[2][3][4][5][6]

Nascido nos domínios do Canato Chagatai, de uma família de pastores, agregou em torno de si diversas tribos, graças à sua competência militar, à sua astúcia como político e ao seu carisma como adepto da religião islâmica e das artes. Com a ajuda de um vasto exército, construiu um poderoso e agressivo império, conhecido como Império Timúrida, que não resistiria à sua morte.

As suas campanhas militares ficaram marcadas por selvagens massacres e uma brutalidade que excedeu em número e desumanidade os cometidos pelos seus antecessores.[7] Estima-se que as suas campanhas causaram a morte de cerca de 17 milhões de pessoas. [8]

Ascensão

Timur, que significa "ferro" na língua turca, nasceu em Kesh, perto de Samarcanda, na antiga região da Transoxiana. Existem dúvidas sobre a sua verdadeira data de nascimento, que poderá ser 1320 ou 1330. [9] Várias fontes persas se referem a ele como Timur-e-Lang, que se traduz como "Timur, o coxo", (o nome Tamerlão ou Tamerlane è uma deturpação) dado que, ainda na juventude, sofrera um acidente de cavalo que o deixara manco; ou segundo outros, uma lesão sofrida em combate cerca de 1364. Sua família havia se agregado ao recém formado Canato de Chagatai, um dos quatro reinos mongóis originários da fragmentação do grande império de Genghis Khan. A unidade política desse reino era praticamente inexistente, e os clãs viviam de maneira quase independente, como pastores nômades ou semi-nômades. Tamerlão nasceu e cresceu nesse contexto, onde a liderança não era herdada, mas conquistada e mantida pela força e pela coragem e o uso de misericórdia era considerado um sinal de fraqueza.. É possível que o respeito que conquistou esteja ligado à sua personalidade carismática, ao seu gênio militar e ao uso do terror. Ahmad Arabshah, um historiador de Damasco, que o descreveu como "um cão raivoso" [10] observa que a lealdade conquistada por Tamerlão seria devida ao seu sucesso como ladrão de ovelhas, e que seus seguidores seriam ladrões, depois transformados em guerreiros hábeis e disciplinados.

No decorrer da década de 1360, Tamerlão estabeleceu alianças entre líderes tribais, e tornando-se virtualmente o líder de todo o Canato de Chagatai. Para confirmar sua autoridade, Tamerlão forjou uma relação distante de parentesco com Gengis Cã.