Tóquio
English: Tokyo

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Tóquio (desambiguação).
Japão Tóquio

東京 (Tōkyō)

 
Do topo, à esquerda: Shinjuku, Tokyo Sky Tree, Rainbow Bridge, Shibuya, Edifício da Dieta Nacional.
Do topo, à esquerda: Shinjuku, Tokyo Sky Tree, Rainbow Bridge, Shibuya, Edifício da Dieta Nacional.
Bandeira de Tóquio
Bandeira
Brasão de armas de Tóquio
Brasão de armas
Localização de Tóquio
País Japão
PrefeituraTóquio
Área
- Total2,189 08 km²
População (1 de novembro de 2015)
 - Total13 503 810[1]
    • Densidade 6,354 hab./km²
Websitewww.metro.tokyo.jp

Tóquio (em japonês: 東京, transl Tōkyō, pronunciado: [/toːkʲoː/] (Sobre este somescutar ), literalmente "capital do Leste"),[2] oficialmente Metrópole de Tóquio (東京都, Tōkyō-to?),[3] é a capital do país e de uma das 47 prefeituras do Japão.[4] Situa-se em Honshu, a maior ilha do arquipélago. Tóquio possui 9 790 000 habitantes,[5] cerca de 10% da população do país,[5] e a Região Metropolitana de Tóquio possui mais de 37 milhões de habitantes,[5] o que torna a aglomeração de Tóquio, independentemente de como se define, como a área urbana mais populosa do mundo.[6] Um de seus monumentos mais famosos é a Torre de Tóquio. Foi fundada em 1457, com o nome de Edo ou Yedo. Tornou-se a capital do Império em 1868 com a atual designação.[7] Sofreu grande destruição duas vezes; uma em 1923, quando foi atingida por um terremoto;[8] e outra em 1944 e 1945, quando bombardeios americanos destruíram grande parte da cidade, sendo que no total foi destruída 51% de sua área[9] e mataram mais de 150 mil pessoas.

Embora Tóquio seja considerada um dos maiores centros financeiros do mundo[10] (ao lado de Nova Iorque e Londres[11]), e uma "Cidade Global Alfa++", ela não é, tecnicamente, uma cidade. Não há no Japão uma cidade chamada "Tóquio". Na verdade, Tóquio é designada como uma metrópole (, to?),[12] similar a uma prefeitura do Japão (, ken?), e é constituída por 23 bairros (, ku?), 26 cidades primárias (, shi?), cinco cidades secundárias (, cho ou machi?) e oito vilas diferentes (, son ou mura?).[13] Cada uma delas possui um governo que opera no nível regional. Também fazem parte de Tóquio pequenas ilhas no Oceano Pacífico, localizadas a mais de 1000 km para sul, nos subtrópicos.[13]

Mais de oito milhões de pessoas vivem dentro dos 23 distritos autônomos que constituem a parte central de Tóquio. Estes 23 distritos definem a "Cidade de Tóquio", na opinião da maioria dos especialistas e outras pessoas, possuindo 8 340 000 habitantes. A população de Tóquio aumenta em 2,5 milhões ao longo do dia, devido aos estudantes e trabalhadores de prefeituras vizinhas, que vão à Tóquio para estudar e trabalhar. A população total dos bairros de Chiyoda, Chuo e Minato, que compõem a região central de Tóquio, e onde está localizado o principal centro financeiro do país, é de menos de 300 mil habitantes; porém, mais de dois milhões de pessoas trabalham na região.[5]

Tóquio é o principal centro político, financeiro, comercial, educacional e cultural do Japão. Assim sendo, Tóquio possui a maior concentração de sedes de empresas comerciais, instituições de ensino superior, teatros e outros estabelecimentos comerciais e culturais do país. Tóquio também possui um sistema de transporte público altamente desenvolvido, com numerosas linhas de trens, metrô e de ônibus, bem como o Aeroporto Internacional de Tóquio.

Etimologia

Tóquio era originalmente conhecida como Edo, que significa "estuário".[14] Seu nome foi mudado para Tóquio (Tóquio: (leste) + quio (capital)) quando se tornou a capital imperial em 1868, em linha com a tradição da Ásia Oriental de incluir a palavra "capital" ('京'?) no nome da cidade da capital.[14] Durante o início do período Meiji, a cidade também era chamada de "Tōkei", uma pronúncia alternativa para os mesmos caracteres chineses que representam "Tóquio". Alguns documentos oficiais sobreviventes em inglês usaram a ortografia "Tokei".[15] Entretanto, agora essa pronunciação é considerada obsoleta.[16]