Tártaros
English: Tatars

  • disambig grey.svg nota: para outros significados de tártaro, veja tártaro.
    tártaros
    (tatarlar / Татарлар)
    tatar woman xviii century.jpg
    mulher tártara do século xviii
    população total

    10 000 000

    regiões com população significativa
    rússia 5.319.877(incluindo a crimeia)
    ucrânia 319.377
    turquia 175.500
    cazaquistão 240.000
    uzbequistão 477.875
    línguas
    tártaro, russo
    religiões
    islamismo sunita, ateísmo, ortodoxos

    os tártaros (em tártaro: tatarlar, no alfabeto cirílico: Татарлар) são um grupo étnico turcomano[1] estimado em 10 milhões de pessoas no fim do século xx.

    a rússia é o lar da maior parte dos tártaros, com uma população de cerca de 5.500.000 de pessoas; turquia, uzbequistão, cazaquistão, ucrânia, tadjiquistão, quirguistão, turcomenistão e azerbaijão também têm populações de tártaros superiores a 30.000 pessoas.[2]

    os tártaros habitavam originalmente o nordeste do deserto de gobi, no século v, e, após dominarem, durante o século ix, os citanos, migraram para o sul. no século xiii foram conquistados pelo império mongol, liderado por gengis khan. durante o reinado de seu neto, batu khan, deslocaram-se para o oeste, levando com eles muitos dos ramos que deram origem aos turcomanos uralo-altaicos em direção às planícies da rússia.

    na europa, foram assimilados por populações locais e seu nome gradualmente foi adotado pelos povos conquistados: quipchaques, kimaques e outros; o mesmo ocorreu com povos que falavam idiomas fino-úgricos e que foram dominados, bem como os últimos habitantes das antigas colônias gregas na crimeia e povos caucasianos que habitavam o cáucaso.

    os tártaros siberianos são sobreviventes da população turcomana que habitava a região uralo-altaica, misturados até certo ponto com os falantes das línguas urálicas e mongólicas. mais tarde, cada um destes grupos adotou línguas turcomanas e muitos adotaram o islã. os três descendentes étnicos da migração para o oeste realizada originalmente do século xiii são os tártaros do volga, os tártaros de lipka e os tártaros da crimeia.

    os tártaros abrangem um grande espectro de aparências físicas, que vai do mongoloide ao caucasoide ou uma mistura de ambos, e muitos aparentam ter origem asiática. [carece de fontes?]

    referências

  • ligações externas

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Tártaro, veja Tártaro.
Tártaros
(Tatarlar / Татарлар)
Tatar woman XVIII century.jpg
Mulher tártara do século XVIII
População total

10 000 000

Regiões com população significativa
Rússia 5.319.877(incluindo a crimeia)
Ucrânia 319.377
Turquia 175.500
Cazaquistão 240.000
Uzbequistão 477.875
Línguas
Tártaro, russo
Religiões
islamismo sunita, ateísmo, ortodoxos

Os tártaros (em tártaro: Tatarlar, no alfabeto cirílico: Татарлар) são um grupo étnico turcomano[1] estimado em 10 milhões de pessoas no fim do século XX.

A Rússia é o lar da maior parte dos tártaros, com uma população de cerca de 5.500.000 de pessoas; Turquia, Uzbequistão, Cazaquistão, Ucrânia, Tadjiquistão, Quirguistão, Turcomenistão e Azerbaijão também têm populações de tártaros superiores a 30.000 pessoas.[2]

Os tártaros habitavam originalmente o nordeste do deserto de Gobi, no século V, e, após dominarem, durante o século IX, os citanos, migraram para o sul. No século XIII foram conquistados pelo Império Mongol, liderado por Gengis Khan. Durante o reinado de seu neto, Batu Khan, deslocaram-se para o oeste, levando com eles muitos dos ramos que deram origem aos turcomanos uralo-altaicos em direção às planícies da Rússia.

Na Europa, foram assimilados por populações locais e seu nome gradualmente foi adotado pelos povos conquistados: quipchaques, kimaques e outros; o mesmo ocorreu com povos que falavam idiomas fino-úgricos e que foram dominados, bem como os últimos habitantes das antigas colônias gregas na Crimeia e povos caucasianos que habitavam o Cáucaso.

Os tártaros siberianos são sobreviventes da população turcomana que habitava a região Uralo-Altaica, misturados até certo ponto com os falantes das línguas urálicas e mongólicas. Mais tarde, cada um destes grupos adotou línguas turcomanas e muitos adotaram o Islã. Os três descendentes étnicos da migração para o oeste realizada originalmente do século XIII são os tártaros do Volga, os tártaros de Lipka e os tártaros da Crimeia.

Os tártaros abrangem um grande espectro de aparências físicas, que vai do mongoloide ao caucasoide ou uma mistura de ambos, e muitos aparentam ter origem asiática. [carece de fontes?]

Referências

  1. «Turkic people definition of Turkic people in the Free Online Encyclopedia». Encyclopedia2.thefreedictionary.com. Consultado em 7 de março de 2011 
  2. Joshua Project. «Tatar Ethnic People in all Countries». Joshua Project. Consultado em 7 de março de 2011