Sistema de informação de gestão

Disambig grey.svg Nota: "MIS" redireciona para este artigo. Para os museus brasileiros, veja Museu da Imagem e do Som.

Sistema de informação de gestão ou sistema de informações gerenciais (SIG) ou MIS (do inglês, management information system) é um sistema de informação, tipicamente baseado em computadores, utilizado no seio de uma organização.[1] A WordNet descreve um sistema de informação como "um sistema que consiste na rede de canais de comunicação numa organização".[2]

Um sistema de informação é composto por todos os componentes que recolhem, manipulam e disseminam dados ou informação. Incluem-se tipicamente hardware, software, pessoas, sistemas de comunicação como linhas telefônicas, e os dados propriamente ditos. As atividades envolvidas incluem a introdução de dados, processamento dos dados em informação, armazenamento de ambos, e a produção de resultados, como relatórios de gestão.

Como área de estudo está ligada a Tecnologia da Informação. O estudo de sistemas de informação envolve frequentemente desenvolvimento de software e gestão em sistemas mas também se distingue concentrando-se na integração de sistemas computadorizados mediante os objetivos da organização. Esta área de estudo apesar de estar na área de Tecnologia da Informação, não deve no entanto, ser confundida como ciência da computação, sendo esta mais teórica e matemática por natureza, ou com engenharia dos computadores.

No contexto empresarial, os sistemas de informação ajudam os processos de negócio e operações, tomadas de decisão e estratégias competitivas.

Papel de suporte funcional

A função de suporte aos processos e operações de negócio é a mais básica: envolve recolhimento, registro, armazenamento e pré-processamento de dados. Os sistemas de informação ajudam os processos e operações, tornando-os mais ágeis, baratos, padronizados, confiáveis e rastreáveis:

  • registrando e armazenando dados das vendas, compras, investimentos, salários e outra contabilidade;
  • processando os registros de contabilidade em previsões de lucro, balanço, relatórios de gestão, e outras formas de informação financeira;
  • registrando e armazenando dados do inventário, trabalho em curso, reparação e manutenção de equipamento, cadeia de fornecimento, e outros registros de produção/operação;
  • processando estes registros de operações em agendas de produção, controladores, sistemas de inventário, e sistemas de monitorização da produção;
  • registrando e armazenando dados sobre o pessoal, salários, histórico de contratações, e outros registros de recursos humanos;
  • processando estes registos em relatórios de despesas com pessoal, e relatórios baseados em desempenho;
  • registrando e armazenando dados de mercado, perfis de cliente, histórico de compras por cliente, estudos de mercado, publicidade, e outros registos de marketing;
  • processando estes registros de marketing em relatórios de elasticidade publicitária, planos de marketing, e relatórios de vendas;
  • registrando e armazenando dados de análise dos competidores, industriais, objectivos empresariais, e outros registros de gestão estratégica;
  • processando estes registros de gestão estratégica em relatórios de trocas industriais, quotas de mercado, planejamento de objetivos, e modelos de portfólio;
  • usando os pontos supracitados para implementar, controlar e monitorizar planos, estratégias, tácticas, novos produtos, novos modelos de negócio, ou novos investimentos.

Previamente a um investimento em tecnologia de informação, torna-se necessário alinhar quais as informações que serão necessárias. Essas informações deverão estar alinhadas com os objetivos da organização, e só assim elas podem agregar valor para os tomadores de decisão.