Santa Lúcia
English: Saint Lucia

Disambig grey.svg Nota: Para a santa, veja Lúcia de Siracusa. Para outros significados, veja Santa Lúcia (desambiguação).
Saint Lucia
Santa Lúcia
Bandeira de Santa Lúcia
Brasão Santa Lúcia
BandeiraBrasão de Armas
Lema: "The land, the people, the light"
("A terra, o povo, a luz")
Hino nacional: "Sons and Daughters of Saint Lucia"
("Filhos e Filhas de Santa Lúcia")
Gentílico: santa-lucense[1]
santa-luciense[2]

Localização Santa Lúcia

Capital60° 59' O
Cidade mais populosaCastries
Língua oficialInglês
GovernoMonarquia constitucional parlamentarista unitária
 - MonarcaIsabel II
 - Governadora-geralNeville Cenac
 - Primeiro-ministroAllen Chastanet
Independênciado Reino Unido 
 - Data22 de fevereiro de 1979 
Área 
 - Total539 km² (177.º)
 - Água (%)1,6
 Fronteirafronteira marítima com o departamento ultramarino francês da Martinica (N), e São Vicente e Granadinas (SW)
População 
 - Estimativa para 2012162.178[3] hab. (178.º)
 - Densidade269 hab./km² (29.º)
PIB (base PPC)Estimativa de 2007
 - TotalUS$ : 1,794 bilhões (160.º)
 - Per capitaUS$ : 10 654 (70.º)
IDH (2017)0,747 (90.º) – alto[4]
MoedaDólar do Caribe Oriental (Dólar das Caraíbas Orientais em português europeu) (XCD)
Fuso horário(UTC-4)
 - Verão (DST)não observado (UTC-4)
ClimaTropical
Org. internacionaisONU, OMC, OEA, AEC, OECO, Comunidade das Nações, CARICOM, Francofonia
Cód. ISOLCA
Cód. Internet.lc
Cód. telef.+1-758
Website governamentalhttp://www.stlucia.gov.lc/

Mapa Santa Lúcia

Santa Lúcia (em inglês: Saint Lucia, pronunciado: [seɪnt ˈluːʃə] (Sobre este somescutar ); em francês: Sainte-Lucie) é um país insular das Pequenas Antilhas, no Caribe (Caraíbas em português europeu), próximo à Martinica, São Vicente e Granadinas e Barbados. Seu nome foi dado por Cristóvão Colombo, que ali esteve, em 1502.

Os primeiros a povoarem a ilha de Santa Lúcia foram os Aruaques no século III a.C., que foram expulsos posteriormente pelos Caribes (Caraíbas em português europeu). Espanhóis e ingleses tentaram ocupar a ilha, mas encontraram forte resistência dos nativos caribes. Em 1660, os franceses conseguiram se estabelecer ali, iniciando uma longa disputa com a Inglaterra que durou 150 anos. Por conta disto, a bandeira de posse em Santa Lúcia foi mudada catorze vezes consecutivas. Através do Tratado de Paris, em 1814, a Grã-Bretanha assumiu definitivamente o controle da ilha de Santa Lúcia, embora o período em que ela esteve sob dominação francesa tenha deixado marcas, inclusive no próprio idioma local, um patoá resultante da mescla de dialetos africanos com o francês.

Foi desenvolvido na ilha pelos ingleses o cultivo de cana-de-açúcar e, posteriormente, a introdução do cacau. Frutas tropicais também são produzidas, como a banana — seu principal produto — e o côco.

Entre 1959 e 1962, a ilha foi uma província da Federação das Índias Ocidentais. Tempos depois, foi-lhe atribuído o autogoverno, em 1967, e a independência a 13 de dezembro de 1978, como membro da Comunidade de Nações (Commonwealth). Atualmente, o governo-geral está a cargo de Perlette Louisy, sendo primeiro-ministro Stephenson King.[5]

Etimologia

O topônimo Santa Lúcia foi dado à ilha por Cristóvão Colombo em homenagem à santa do dia, quando aí aportou em 13 de dezembro de 1502. Os habitantes de Santa Lúcia são santa-lucenses ou santa-lucienses, não havendo o gentílico no feminino do plural nem do singular, portanto este adjetivo pátrio é neutro nas duas flexões gramaticais de gênero e número.