Santa Catarina

Disambig grey.svg Nota: Catarinense redireciona para este artigo. Este artigo é sobre o estado brasileiro. Para a competição esportiva, veja Campeonato Catarinense de Futebol. Para outros significados, veja Santa Catarina (desambiguação).
Estado de Santa Catarina
Bandeira de Santa Catarina
Brasão de Armas de Santa Catarina
BandeiraBrasão
Hino: Hino de Santa Catarina
Gentílico: catarinense, barriga-verde

Localização de Santa Catarina no Brasil

Localização
 - RegiãoSul
 - Estados limítrofesParaná (norte), Rio Grande do Sul (sul) e Argentina (oeste)
 - Regiões geográficas intermediárias7
 - Regiões geográficas imediatas24
 - Municípios295
CapitalBrasao florianopolis.gif Florianópolis
27°35′49"S 48°32′56"O
Governo
 - Governador(a)Eduardo Pinho Moreira (PMDB)
 - Deputados federais16
 - Deputados estaduais40
 - SenadoresDário Berger (PMDB)
Dalírio Beber (PSDB)
Paulo Bauer (PSDB)
Área 
 - Total95 736,165 km² (20º) [1]
População2016
 - Estimativa6 910 553 hab. (11º)[2]
 - Densidade72,18 hab./km² ()
Economia2013[3]
 - PIBR$ 197 470 000 mil ()
 - PIB per capitaR$ 29.354[3] ()
Indicadores2010/2015[4][5]
 - Esper. de vida (2015)78,7 anos ()
 - Mort. infantil (2015)9,5‰ nasc. (26º)
 - Alfabetização (2010)96,1% ()
 - IDH (2010)0,774 () – elevado [6]
Fuso horárioUTC−03:00
Climasubtropical Cfa/Cfb
Cód. ISO 3166-2BR-SC
Site governamentalhttp://www.sc.gov.br/

Mapa de Santa Catarina

Santa Catarina é uma das 27 unidades federativas do Brasil, localizada no centro da região Sul do país. É o 20.º estado brasileiro por área territorial e o 11.º por população. Além disso, é o 9.º de maior povoamento, com 295 municípios. O catolicismo é a religião da maior parte da população. O idioma oficial, da mesma forma que nas outras unidades federativas, é a língua portuguesa. As dimensões de seu território compreendem uma área de 95 733 km², atingindo área mais extensa do que Portugal ou a somatória dos estados brasileiros do Rio de Janeiro e Espírito Santo e o Distrito Federal.

Seus estatoides limítrofes são os estados brasileiros do Paraná (ao norte) e do Rio Grande do Sul (ao sul) e a província argentina de Misiones (a oeste), além do oceano Atlântico (a leste). O percurso do litoral é de mais de 450 km, isto é, cerca da metade do litoral continental de Portugal (943 km). A cidade-sede dos poderes executivo, legislativo e judiciário estaduais é a capital Florianópolis. O município de Joinville, contudo, é o mais populoso do estado. Além do Espírito Santo, Santa Catarina é o único estado cuja capital não é a cidade mais populosa.[7] Totalmente ao sul do trópico de Capricórnio, situado na zona temperada do sul do planeta, o estado tem um clima subtropical. Essas condições são variáveis segundo o relevo da região: no oeste e planalto serrano é relativamente frequente que ocorram geadas e neve, ao passo que no litoral o clima é mais quente, sendo possível que se atinjam temperaturas elevadas no verão.

Seu território, que abrange parte da extensão do antigo Governo do Rio da Prata e do Paraguay à época do grande Império Espanhol, era um dos estados mais antigos do Brasil, desmembrado de São Paulo em 1738, sendo seu primeiro governador o senhor José da Silva Pais. Foi criado por um só motivo: estender os domínios portugueses para o sul do Brasil, então colônia de Portugal, até atingir a região do Rio da Prata. É também a mais antiga unidade federativa da Região Sul do Brasil, superando o Rio Grande do Sul (1807) e o Paraná (1853). Santa Catarina foi muito povoada por imigrantes europeus: o litoral foi colonizado pelos portugueses açorianos no século XVIII; o Vale do Itajaí, porção da região sul e o norte catarinense foram povoados pelos alemães na metade do século XIX; o sul do estado foi povoado pelos italianos nos últimos anos do mesmo século. Filhos e netos de imigrantes italianos e alemães que se deslocaram do Rio Grande do Sul povoaram o oeste catarinense, em meados do século XX. Filhos, netos e bisnetos de africanos e de índios também povoaram o estado.

Os índices sociais do estado estão entre os mais altos do país e da América do Sul. Tem o mais elevado índice de expectativa de vida do país (empatando com o Distrito Federal), a menor taxa de mortalidade infantil e também é a unidade federativa com a mais baixa desigualdade econômica e analfabetismo do Brasil. Santa Catarina considera-se um estado enriquecido e possui o sexto mais alto PIB do país,[8] com uma economia variada e com fortes afinidades à industrialização. Importante polo de exportação e de consumo, é um dos estados que mais expandem na economia brasileira e que responde por 4% do produto interno bruto do país.

Etimologia

A denominação Santa Catarina seria dada por Francisco Dias Velho, que veio para a ilha hoje assim denominada em 1675, quando naquele local construiu uma capela em devoção à santa Catarina de Alexandria, da qual, ao que se diz, uma filha sua possuía o nome.[9][10] Demais autores afirmam que a denominação é atribuída a Sebastião Caboto, que consagraria a ilha, durante sua passagem entre 1526 a 1527, a santa Catarina, ou antes, homenageou sua esposa, Catarina Medrano.[10] O estado empresta seu nome da ilha.[9]

Seus habitantes naturais são denominados catarinenses[11] ou barrigas-verdes, por causa do colete que utilizavam os recrutas das tropas de Joaquim Francisco do Livramento, as quais, em 1753, partiram de Santa Catarina para que batalhassem no Rio Grande do Sul e que assegurassem ao Brasil a posse daquela capitania.[12][13]

Originário da religião católica, o nome homenageia a santa padroeira do estado.[9][10] Os romanos cultuavam uma divindade antiquíssima, Sancus, que não deixava violar as promessas e juramentos, mandando cumpri-las. Da sua denominação vem o verbo latino sancire, “consagrar”. Sanctus, “santo, consagrado, o qual tem que, sobretudo, ser tratado com respeito” é o particípio passado do próprio verbo. Etimologicamente, o termo Catarina vem do grego ekaterina (εκατερινα), “puro, imaculado”.[14][15]