Salvador

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Salvador (desambiguação).
Município de Salvador
"Roma Negra"
"SSA"
"Cidade de tanta glória"[1]
"Capital da Alegria"
De cima, em sentido horário: o Largo do Pelourinho com a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos; vista do Elevador Lacerda a partir do Comércio; Farol da Barra; o Centro Histórico visto da Baía de Todos os Santos; monumento aos heróis das batalhas da Independência da Bahia e panorama da Ponta de Santo Antônio e do bairro da Barra.

De cima, em sentido horário: o Largo do Pelourinho com a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos; vista do Elevador Lacerda a partir do Comércio; Farol da Barra; o Centro Histórico visto da Baía de Todos os Santos; monumento aos heróis das batalhas da Independência da Bahia e panorama da Ponta de Santo Antônio e do bairro da Barra.
Bandeira de Salvador
Brasão de Salvador
BandeiraBrasão
Hino
Aniversário29 de março
Fundação29 de março de 1549 (470 anos)
Gentílicosoteropolitano(a)
salvadorense (desusado)
LemaSic illa ad arcam reversa est
"Assim ela voltou à arca"
Prefeito(a)ACM Neto (DEM)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Salvador
Localização de Salvador na Bahia
Salvador está localizado em: Brasil
Salvador
Localização de Salvador no Brasil
Unidade federativaBahia
Região intermediária

Salvador IBGE/2017[2]

Região imediata

Salvador IBGE/2017[2]

Região metropolitanaSalvador
Municípios limítrofesLauro de Freitas, Simões Filho, Candeias, Madre de Deus, Salinas da Margarida, Saubara, Itaparica, Vera Cruz e São Francisco do Conde.
Distância até a capital1 531 km[3]
Características geográficas
Área692,818 km² [4]
População2 857 329 hab. (BA: 1º; BR: 4º) –  estatísticas IBGE/2018[5]
Densidade4 124,21 hab./km²
Altitude8,3[3] m
Climatropical atlântico
Fuso horárioUTC−3
Indicadores
IDH-M0,759 (BA: 1º; BR: 383º) – alto PNUD/2010[6]
Gini0,63 PNUD/2010[7]
PIBR$ 61 102 373 mil IBGE/2016[8]
PIB per capitaR$ 20 796,62 IBGE/2016[8]
Página oficial
Prefeiturawww.salvador.ba.gov.br
Câmarawww.cms.ba.gov.br

Salvador, fundada como São Salvador da Bahia de Todos os Santos (em português arcaico),[9] é um município brasileiro e capital do estado da Bahia. Situada na Zona da Mata da Região Nordeste do Brasil, Salvador é notável em todo o país pela sua gastronomia, música e arquitetura,[10] também reconhecidas internacionalmente. A influência africana em muitos aspectos culturais da cidade a torna o centro da cultura afro-brasileira.[11][12][13] Primeira sede da administração colonial portuguesa do Brasil, a cidade é uma das mais antigas da América e uma das primeiras cidades planejadas no mundo, ainda no período do Renascimento.[14][15] Sua fundação em 1549 por Tomé de Sousa ocorreu por conta da implantação do Governo-Geral do Brasil pelo Império Português.[16] Situa-se nos hemisférios austral e ocidental no cruzamento do paralelo de 12 graus ao sul com meridiano de 38 graus a oeste, cujas coordenadas mais específicas são determinadas a partir do marco da fundação da cidade, no Forte de Santo Antônio da Barra.[3]

A centralização como capital junto à colonização escravocrata foram importantes fatores na formação do perfil do município, da mesma forma que certas características geográficas. A construção da cidade se deu acompanhando a topografia acidentada, inicialmente com a formação de dois níveis (Cidade Alta e Cidade Baixa) sobre uma escarpa acentuada[15] e, mais tarde, com a concepção das avenidas de vale.[17][18] Com 692,818 quilômetros quadrados de área,[4] seu território emerso é peninsular e o litoral é margeado pela Baía de Todos os Santos a oeste e pelo Oceano Atlântico a leste.[19][20] O Centro Histórico de Salvador, iconizado nos arredores do Largo do Pelourinho, é conhecido pela sua arquitetura colonial portuguesa com monumentos históricos que datam do século XVII até o início do século XX, tendo sido declarado como Patrimônio Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) em 1985. Palco de um dos maiores carnavais do mundo (maior festa de rua do mundo segundo o Guiness Book),[21][22][23][24] o reconhecimento internacional da música de Salvador veio pelo anúncio de dezembro de 2015 da integração do município à Rede de Cidades Criativas da Unesco, tendo sido reconhecida como "Cidade da Música", título singular no país.[25][26]

Com mais de 2,8 milhões de habitantes, é o município mais populoso do Nordeste e o terceiro do Brasil. Dentre as cidades latino-americanas é a nona, superada por São Paulo, Cidade do México, Buenos Aires, Lima, Bogotá, Rio de Janeiro, Santiago e Brasília (esta ultrapassou Salvador em 2016, mas é um distrito federal, e não um município).[27][28] É núcleo de região metropolitana conhecida como "Grande Salvador", que possuía uma estimativa de 3 984 583 habitantes em 2016 de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),[29] o que a torna a segunda área metropolitana mais populosa do Nordeste, sétima do Brasil e uma das 120 maiores do mundo.[30] Também por essas dimensões urbano-populacionais, é classificada pelo estudo do IBGE sobre a rede urbana brasileira como uma metrópole regional.[31]

Centro econômico do estado, Salvador é também porto exportador, centro administrativo e turístico.[14] Em 2016, tinha o maior produto interno bruto (PIB) dentre os municípios nordestinos.[8] Ademais, é sede de importantes empresas regionais, nacionais e internacionais, a exemplo da Organização Odebrecht,[32] Braskem, Coelba, Suzano.[33] Além de empresas, a cidade sedia ou sediou também muitos eventos e organizações culturais, políticas, educacionais, esportivas, como a Universidade do Estado da Bahia, a Universidade Federal da Bahia, a Escola de Formação Complementar do Exército Brasileiro,[34] a Confederação Brasileira de Surf,[35] o 12.º Congresso das Nações Unidas sobre Prevenção ao Crime e Justiça Criminal (em 2010),[36] III Conferência Ibero-americana (em 1993),[37] o Campeonato Pan-americano de Judô de 2003,[38][39] a II Conferência de Intelectuais da África e da Diáspora,[40] a Copa América de 1989,[41] a Copa das Confederações FIFA de 2013, a Copa do Mundo FIFA de 2014 e o futebol dos Jogos Olímpicos de Verão de 2016.[42]

Topônimo

Salvador foi fundada como São Salvador da Bahia de Todos os Santos, grafia do português arcaico,[9] em homenagem a Jesus Cristo, o Salvador, conforme o cristianismo seguido pelos colonizadores católicos do Império Português.

Era, antigamente, chamada de "Bahia" ou "cidade da Bahia". Também recebeu epítetos como Roma Negra e Meca da Negritude, por ser uma metrópole com uma percentagem grande de negros. Segundo dados de 2014, cerca de 82% da população de Salvador se declarou negra.[43] De acordo com o Vivaldo da Costa Lima, a expressão "Roma Negra" é uma derivação de "Roma Africana", cunhada por Mãe Aninha, fundadora do Ilê Axé Opó Afonjá. Segundo Mãe Aninha, assim como Roma é o centro do catolicismo, Salvador seria o centro do culto aos orixás. Posteriormente, nos anos 1940, a antropóloga cultural Ruth Landes, em seu livro Cidade das Mulheres, traduziu a expressão como Negro Rome. Posteriormente, quando o livro foi traduzido para o português, Negro Rome transformou-se em Roma Negra.[44]

A partir das três primeiras palavras do nome de fundação, o acrônimo SSA faz referência tanto à cidade, quanto ao seu aeroporto (pelo código aeroportuário da Associação Internacional de Transportes Aéreos).[45] Os seus habitantes são chamados de "soteropolitanos" (no masculino) e "soteropolitanas" (no feminino). Esse gentílico foi criado pela helenização do nome da cidade: Soterópolis, que significa "cidade do Salvador". Trata-se duma forma romanizada do grego fruto da união entre "σωτήρ" (transl. sōtēr, -os) e "πόλις" (transl. pólis), ambos do grego antigo.[46][47][48] Alternativamente, há também o gentílico "salvadorense" (comum aos dois gêneros gramaticais).[48][49]