Sábado

Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o dia da semana. Se procura por outros significados de Sábado, veja Sábado (desambiguação).

O sábado, por fundamentação bíblica e etimológica, é considerado o sétimo [1][2] dia da semana, seguindo a sexta-feira e precedendo o domingo, é um dia de oração e de descanso para judeus e cristãos sabatistas.

1° dia2° dia3° dia4° dia5° dia6° dia 7º dia (último dia)
DomingoSegunda-feiraTerça-feiraQuarta-feiraQuinta-feiraSexta-feiraSábado

Por ordenação de trabalho e lazer e pela normalização ISO,[1] o sábado é considerado o sexto dia, sem que isso faça dele o sexto dia real, permanecendo o sábado o sétimo dia da semana, mesmo com o sábado e o domingo como fim de semana, sendo assim na maioria dos calendários em todo o mundo.[2]

1° dia2° dia3° dia4° dia5° dia6° dia7° dia (último dia)
Segunda-feiraTerça-feiraQuarta-feiraQuinta-feiraSexta-feiraSábadoDomingo

A palavra sábado deriva do latim sabbatum, que por sua vez deriva do Shabat hebraico (שבת, transliterado como shabāt), que designa o dia de descanso entre os judeus e alguns grupos de cristãos, principalmente os adventistas.

Povos pagãos antigos reverenciavam seus deuses, dedicando o dia de Sábado ao deus Saturno, o que originou em inglês a denominação Saturn's day, posteriormente abreviada para Saturday, e no holandês Zaterdag, com o significado de "Dia de Saturno".

Entre os romanos, por exemplo, este dia era dedicado a Saturno, deus da agricultura, e representava um dia de descanso na semana pela boa colheita.

Origem dos nomes dos dias da semana

Ver artigo principal: Dias da semana

Os nomes dos dias da semana em português têm a sua origem na liturgia católica. Na maior parte das outras línguas românicas, a sua origem são nomes de deuses pagãos romanos aos quais os dias eram dedicados, neste caso o sábado era dedicado a divindade romana Saturno (este por sua vez equivalente ao deus grega Cronos).

Os povos germânicos adaptaram o sistema introduzido pelos romanos, mas substituíram os deuses romanos por seus deuses em um processo conhecido como interpretatio germanica. No caso do sábado, no entanto, o nome romano foi emprestado diretamente pelos povos germânicos ocidentais (como pode ser visto na palavra inglesa Saturday e na palavra holandesa Zaterdag), aparentemente porque nenhum dos deuses germânicos eram considerados contrapartes do deus romano Saturno. Por outro lado, o nórdico antigo e o alto-alemão não tomavam emprestado o nome do deus romano (como pode ser visto na palavra islandesa laugardagur e na palavra alemã Samstag).

Nos países escandinavos, o sábado é chamado lördag, lørdag ou laurdag, sendo o nome derivado da antiga palavra laugr/laug (daí o nome islandês Laugardagur), que significa banho, assim Lördag equivale a "dia do banho". Isto é devido à prática Viking de tomar banho aos sábados. Os nomes finlandês e estoniano para o dia, lauantai e laupäev, respectivamente, também são derivados deste termo.

Em japonês, a palavra para sábado é 曜日 (doyōbi), que significa 'dia do solo' e está associada a (dosei): Saturno (o planeta), que significa literalmente "estrela do solo". O elemento Terra foi associado ao planeta Saturno na astrologia e filosofia chinesas.

Nas línguas românicas houve a adoção de nomes derivados de Sabattum. A palavra latina Sabbatum era originado diretamente do hebreu Shabbat, de conotação religiosa, pois veio de uma época em que os hebreus formavam um só povo e uma só cultura.

O dia Shabbat era o dia de descanso dos israelitas que por essa razão afluíam com mais frequência à sinagoga, hoje é o sábado, último dia de seu calendário semanal, sendo este o dia de descanso para os judeus. Durante a Reforma do Calendário Romano sob Constantino I - substituiu-se o nome de Dies Saturni que significa "Dia de Saturno" - forma como os pagãos romanos se referiam ao sábado - para Sabatum, influenciado séculos mais tarde o nome que este dia receberia em diferentes línguas românicas e na língua alemã (esta última sendo uma língua germânica).