Roteirista
English: Screenwriter

Argumentista ou guionista, conhecido como roteirista no Brasil. é quem escreve o guião (ou argumento) de um filme, programa de televisão, jogo eletrônico ou HQ/banda desenhada.

O roteirista cria uma história original ou adapta uma já existente. O roteiro adaptado, em geral, consiste na transposição de obras literárias para o cinema ou televisão. O roteirista realiza roteiros inclusive para filmes documentários.

Histórico

Melhores roteiros do cinema norte-americano

Exemplo de roteiro feito no "estilo americano".

Numa escolha feita em 2006, os membros do Sindicato dos Roteiristas da América selecionaram, dentre mais de mil e quatrocentos filmes, os 101 melhores roteiros.[2]

Os dez melhores roteiros eleitos foram:

  1. Casablanca, roteiro adaptado por Julius e Philip Epstein (1942).
  2. The Godfather (br: O Poderoso Chefão; pt: O Padrinho), de Mario Puzo e Francis Ford Coppola (1972)
  3. Chinatown, de Robert Towne (1974 - dirigido por Roman Polanski).
  4. Citizen Kane (br/pt: Cidadão Kane), de Herman J. Mankiewicz e Orson Welles (1941)
  5. All About Eve (br: A Malvada), de Joseph L. Mankiewicz (1950)
  6. Annie Hall (br: Noivo Neurótico, Noiva Nervosa), de Woody Allen e Marshall Brickman (1977)
  7. Sunset Boulevard (br/pt: Crepúsculo dos Deuses), de Charles Brackett, Billy Wilder e D.M. Marshman Jr (1950)
  8. Network (br: Rede de Intrigas / pt: Escândalo na TV), por Paddy Chayefsky (1976)
  9. Some Like It Hot (br: Quanto Mais Quente Melhor), história de Robert Thoeren e Michael Logan e roteiro por Billy Wilder e I. A. L. Diamond (1959)
  10. The Godfather: Part II (br: O Poderoso Chefão II), de Mario Puzo e Francis Ford Coppola (1974)

Os roteiristas que tiveram mais filmes escolhidos entre os cento e um nomeados, com quatro cada um, foram Woody Allen, Francis Ford Coppola e Billy Wilder. Com três nomeações cada ficaram Charlie Kaufman, William Goldman e John Huston.[2]

Movimentos paredistas em Hollywood

No ano de 1988 uma greve de roteiristas gerou um prejuízo de quinhentos milhões de dólares à indústria filmográfica.[3]

No dia 5 de novembro de 2007 o sindicato dos roteiristas dos Estados Unidos - Writers Guild of America (WGA) - entrou em greve por tempo indeterminado, prejudicando as gravações de filmes e seriados televisivos como Lost, 24 Horas e Lei & Ordem.[4]

Dentre as reivindicações estavam a participação maior nos lucros da venda de filmes em DVDs e na internet e novos meios de mídia.[4] Após cem dias de paralisação, os prejuízos estimados foram de cerca de dois bilhões de dólares - 733 milhões das despesas diretas e 1,3 bilhão de perdas na prestação de serviços. A greve chegou mesmo a ameaçar a realização do Oscar 2008.[3]

No dia 13 de fevereiro de 2008 finalmente o sindicato celebrou um acordo com a Aliança de Produtores de Cinema e Televisão (AMPTP), pondo fim à paralisação com a vitória da categoria.[3]