Romênia
English: Romania

România
Romênia / Roménia
Bandeira da Romênia
Brasão de armas da Romênia
BandeiraBrasão de armas
Lema: Nihil Sine Deo
(Latim: "Nada sem Deus")
Hino nacional: Deșteaptă-te, Române!
Gentílico: romeno(a)

Localização da Roménia

Localização da Romênia (em vermelho)
No continente europeu (em cinza)
Na União Europeia (em branco)
Capital26° 6' E
Cidade mais populosaBucareste
Língua oficialromeno
GovernoRepública semipresidencialista
 - PresidenteKlaus Iohannis
 - Primeira-ministraViorica Dăncilă
Indepedênciado Império Otomano 
 - Declarada10 de maio de 1877 
 - Reconhecida13 de julho de 1878 
 - União da Transilvânia com a Romênia1 de dezembro de 1918 
Entrada na UE1 de janeiro de 2007
Área 
 - Total238 391 km² (82.º)
 - Água (%)3
 FronteiraHungria, Ucrânia, Moldávia, Bulgária e Sérvia
População 
 - Estimativa para 201719 638 000[1] hab. (50.º)
 - Censo 201120 121 641[2] hab. 
 - Densidade93 hab./km² (104.º)
PIB (base PPC)Estimativa de 2014
 - TotalUS$ 386,511 bilhões *[3] 
 - Per capitaUS$ 19 397[3] 
PIB (nominal)Estimativa de 2014
 - TotalUS$ 202,467 bilhões *[3] 
 - Per capitaUS$ 10 160[3] 
IDH (2017)0,811 (52.º) – muito alto[4]
Gini (2013)34[5]
MoedaLeu romeno (RON)
Fuso horárioEET (UTC+2)
 - Verão (DST)EEST (UTC+3)
Cód. ISOROU
Cód. Internet.ro
Cód. telef.+40
Website governamentalwww.gov.ro

Mapa da Roménia

Romênia (pt-BR) ou Roménia (pt) (em romeno: România, pronunciado: [romɨˈni.a] (Sobre este somescutar )) é uma república unitária semipresidencialista localizada no centro-sudeste da Europa, no norte da península dos Bálcãs e na costa ocidental do mar Negro. O país faz fronteira com Hungria, Sérvia, Ucrânia, Moldávia e Bulgária, abrangendo um território de 238 391 quilômetros quadrados com um clima predominantemente temperado-continental.

Com 20,1 milhões de habitantes, é o sétimo membro mais populoso da União Europeia (UE). Sua capital e maior cidade, Bucareste, é a sexta maior cidade da UE. Cerca de 90% da população identifica-se como praticantes da Ortodoxia Oriental e são falantes nativos do romeno, uma língua românica. Com uma rica história cultural, a Romênia tem sido o lar de artistas, músicos e inventores influentes e apresenta uma variedade de atrações turísticas, como o "Castelo do Drácula".

A Romênia surge no interior dos territórios da antiga Dácia, uma província do Império Romano, assim como dos principados da Moldávia e Valáquia, formados em uma união pessoal em 1859. A nação conquistou a independência do Império Otomano em 1877 e, no final da Primeira Guerra Mundial, Transilvânia, Bucovina e Bessarábia uniram-se como o soberano Reino da Romênia. No final da Segunda Guerra Mundial, os territórios que hoje correspondem aproximadamente à Moldávia foram ocupados pela União Soviética e o país tornou-se uma república socialista e membro do Pacto de Varsóvia. Após a Revolução Romena de 1989, a nação começou uma transição para a democracia e a economia de mercado capitalista.

Desde então, os padrões de vida da população têm tido uma grande melhoria, e, atualmente, a Romênia é um país de renda média-alta com um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) muito elevado. É membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) desde 2004 e faz parte da União Europeia desde 2007. Após um rápido crescimento econômico na década de 2000, o país tem uma economia predominantemente baseada em serviços e é um produtor e exportador de máquinas e de energia elétrica, com empresas como a Automobile Dacia.

Etimologia

O nome Romênia deriva do termo latino romanus, que significa "cidadão de Roma".[6] O primeiro uso conhecido desta denominação foi atestado no século XVI por humanistas italianos que viajam por Transilvânia, Moldávia e Valáquia.[7][8][9][10] O documento sobrevivente mais antigo escrito em romeno é uma carta de 1521 conhecida como a "Carta de Neacșu de Câmpulung", que também é notável por incluir a primeira ocorrência documentada do nome do país: a Valáquia é mencionada como Țeara Rumânească (ortografia antiga para "terra do romenos"; teara do latim terra; ortografia atual: Țara Românească).[11]

Duas formas de ortografias - român e rumân - eram usadas ​​indistintamente até desenvolvimentos sociolinguísticos no final do século XVII levarem a uma diferenciação semântica das duas formas: rumân passou a significar "fiador", enquanto român manteve o significado etnolinguístico original.[12] Depois da abolição da servidão em 1746, a palavra rumân gradualmente caiu em desuso e a ortografia estabilizou-se na forma român. Tudor Vladimirescu, um líder revolucionário do início do século XIX, usou o termo Rumânia para se referir exclusivamente ao principado da Valáquia.[13] O uso do nome da Romênia para se referir à pátria comum de todos os romenos foi documentado pela primeira vez no início do século XIX. O nome foi adotado oficialmente em 11 de dezembro de 1861.[14]