Rio Níger
English: Niger River

Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser acadêmico)
Rio Níger
Niger river at Koulikoro.jpg

Rio Níger em Kulikoro

Localização
Continente
Países
Coordenadas
Dimensões
Comprimento
4 180 kmVisualizar e editar dados no Wikidata
Hidrografia
Tipo
Bacia hidrográfica
Área da bacia
2 117 700 km2Visualizar e editar dados no Wikidata
Nascente
Delta
Afluente
principal
Lago no curso
Caudal médio
8 630 m3/sVisualizar e editar dados no Wikidata
Foz

O Níger é o terceiro rio mais longo da África (depois do Nilo e do Congo, que também é conhecido como Zaire) e o principal da África Ocidental, com cerca de 4 180 quilômetros de comprimento e uma bacia hidrográfica de aproximadamente 2 200 000 quilómetros quadrados. Atravessa seis países: Guiné, Mali, Níger, Benim e Nigéria.

Nasce nas montanhas, na fronteira entre a Guiné e a Serra Leoa, dirige-se para norte e depois para nordeste, passando por Bamaco, capital do Mali, e depois por Tombuctu, também no Mali. No meio do deserto do Saara, faz uma apertada curva para sueste, passando por Niamei, capital do Níger. Serve de fronteira entre este país e o Benim e desagua no Golfo da Guiné, num enorme delta no sul da Nigéria. O seu principal afluente é o rio Benué.

Esta estranha forma em arco parece ser devida a este rio ter sido originado pela junção de dois rios: o que segue para nordeste desaguaria num lago interior, antes de o Saara se ter tornado um deserto (há cerca de 6 000 anos) e o que segue para sudeste teria origem nas montanhas próximas da atual curva. Por esta razão, o Níger tem uma grande importância histórica, uma vez que propiciava o abastecimento das caravanas que atravessavam o continente, e deu origem a cidades importantes, como as atuais capitais e ainda Tombuctu, património da humanidade, que já foi um grande centro urbano.

Etimologia

O Rio Níger é chamado, em língua mandinga, de Jeliba ("grande rio"); em língua igbo, de Orimiri ("água grande"); em línguas tuaregues, de Egerew n-Igerewen ("rio dos rios"); em songai, de Isa Ber ("rio grande") ou simplesmente de Isa ("rio") em zarma; em hauçá, de Cuara; e em língua iorubá, de Oiá. A origem do nome Níger, que originalmente só se aplicava ao meio do rio, é incerta. Pensa-se que o nome do rio Níger provém da expressão das línguas tuaregues gher n gherem, "rio dos rios". A possibilidade mais provável é uma alteração por influência do termo latino niger ("negro"), que é usado quando o rio passa por Tombuctu.[1][2]

Os mapas europeus chamavam o rio de Níger quando ele chegava no meio de seu trajeto, e de Cuorra em seu curso inferior, uma vez que estes não foram reconhecidos como sendo o mesmo rio. Quando os colonos europeus começaram a enviar navios ao longo da costa ocidental da África nos séculos XVI e XVII, o rio Senegal foi, muitas vezes, tido como o final do Níger. A Nigéria e o Níger devem os seus nomes ao rio, marcando as reivindicações nacionais por potências coloniais da "Alta", "Baixa" e "Média" bacia do rio durante a partilha da África no final do século XIX.