Reino da Escócia



Kingdom of Scotland
Rìoghachd na h-Alba
Kinrick o Scotland

Reino da Escócia
843 – 1707Flag of Great Britain (1707–1800).svg
FlagBrasão
BandeiraReal brasão de armas
Lema nacional
In My Defens God Me Defend
(em português: "Em minha defesa, Deus defende-me")
Localização de Escócia
Localização da Escócia na Europa
ContinenteEuropa
RegiãoIlhas Britânicas
PaísReino Unido
CapitalEdimburgo (depois de c. 1452)
Língua oficialScots, Gaélico escocês, Francês, Norn, Latim
ReligiãoCatolicismo, Episcopalismo, Presbiterianismo
GovernoMonarquia
Monarca
 • 843–858Kenneth I (primeiro)
 • 1702–1707Ana (última)
LegislaturaParlamento
Período históricoSéculo IX a XVI
 • 843União
 • 25 de março de 1603União das Coroas
 • 1 de maio de 1707Tratado de União
Área
 • 1482–170778 778 km2
População
 • 1500 est.500 mil 
 • 1600 est.800 mil 
 • 1700 est.1 250 milhões 
MoedaLibra escocesa
Precedido por
Sucedido por
Blank.pngPictos
Blank.pngDalriada
Blank.pngReino de Strathclyde
Blank.pngReino de Galloway
Flag of Northumbria.svgReino da Nortúmbria
Reino da Grã-BretanhaFlag of Great Britain (1707–1800).svg

O Reino da Escócia foi um Estado localizado no Oeste Europeu, no norte da ilha da Grã-Bretanha - onde hoje está a Escócia. Existiu entre aproximadamente 843 até o Tratado de União de 1707 quando foi unido ao Reino da Inglaterra (927-1707) para formar o Reino da Grã-Bretanha (1707-1800). Sua população em 1700 era de aproximadamente 1,1 milhões de habitantes.

A coroa da Escócia tem uma longa e complexa história. Desde distintos governos autônomos (clãs), até o nascimento de um único Rei para toda a nação que emergiu ao redor do Século XII para reinar a maior parte do que hoje se conhece como Escócia.

O século XIII foi duro e difícil para a coroa da Escócia já que tinha complicadas lutas para manter sua independência do Reino da Inglaterra, muito maior e mais populoso. Essa luta se alargaria no tempo, com episódios como o de William Wallace (recriado no filme "Braveheart"), e não seria até o reinado de Robert Bruce quando alcançariam a tranquilidade, depois de derrotar as forças inglesas do Rei Eduardo II na Batalha de Bannockburn no ano 1314.

Em 1603 o Rei Escocês Jaime VI ascende à coroa da Inglaterra, a união das coroas foi seguida pela união dos parlamentos no ano de 1707.

Consolidação do Reino (1058-1286)

A unificação do reino escocês foi a principal realização dos descendentes de Malcolm III Canmore e sua esposa Margarida (posteriormente canonizada). Essa dinastia ocupou o trono até a morte de Alexandre III em 1286. O casamento entre membros das dinastias inglesa e escocesa estreitou os laços entre os dois reinos. Muitas instituições escocesas foram criadas segundo o modelo inglês e várias famílias normandas da Inglaterra estabeleceram-se a partir de então na Escócia. Por volta de 1266 a dinastia Canmore exercia o controle de toda a Escócia; mas, na parte central das Highlands e nas áreas cedidas pelos nórdicos, esse controle era ainda apenas nominal.

O contato com a Inglaterra e com o continente propiciou o desenvolvimento do comércio e a formação dos burgos. Os mais antigos burgos da Escócia foram Edimburgo, Stirling, Berwick e Rexburgo, mas outros surgiram, de modo que no século XIII já constituíam uma rede na região das Terras Baixas.