Radiodifusão

Disambig grey.svg Nota: Broadcast redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Broadcast (desambiguação).
Imagem de um estúdio de uma radiodifusora.

A radiodifusão é a transmissão de ondas de radiofrequência que por sua vez são moduladas, estas se propagam eletromagneticamente através do espaço.[1][2] É um meio de comunicação ao qual a maioria da população tem acesso como ouvinte. O receptor de rádio, por se tratar de um instrumento de baixo custo, pequeno porte e programações diversificadas, exerce uma maior incidência na vida diária das pessoas, tanto em zonas urbanas quanto rurais.[3]

Muitos costumam fazer confusão tomando radiodifusão pela transmissão de sinais somente de áudio, o que não é correto. A radiodifusão é a "propagação de sinais de rádio, televisão, telex etc., por ondas radioelétricas",[1][4] ou seja, tanto aparelhos de TV e como de rádio usam radiodifusão para receber sinais e transformá-los em vídeo (no caso da TV) e áudio, vide as entradas RF (radiofrequência) dos aparelhos de TV. A diferença está em como a informação é codificada.

A radiocomunicação iniciou como telégrafo sem fio, por volta de 1912. Todavia, com a invenção da modulação se iniciaram as primeiras experiências de radiocomunicação e radiodifusão, que a partir deste ponto ganhou espaço comercial.

Diferenças entre radiocomunicação e radiodifusão

Radiocomunicação designa vulgarmente o aparelho transmissor e receptor (transceptor) das ondas de radiofrequência.

radiodifusão designa somente a recepção de sinais de radiofrequência.

Juridicamente, ambas as modalidades estão contidas por legislações próprias e separadas.

A radiocomunicação pode ser comercial e amadora, enquanto a radiodifusão é de âmbito restrito à área comercial.