Países Baixos
English: Netherlands

Disambig grey.svg Nota: "Holanda" redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Holanda (desambiguação) ou Países Baixos (desambiguação).
Nederland
Países Baixos
Bandeira dos Países Baixos
Brasão de armas
BandeiraBrasão de armas
Lema: Ik zal handhaven (neerlandês)
Je maintiendrai (francês)
"Eu manterei"
Hino nacional: Het Wilhelmus
"O Guilherme"
Gentílico: neerlandês ou holandês[1]

Localização dos

1. A Haia é a sede do governo.
2. O Frísio tem status oficial na Frísia.[6] Limburgio no Limburgo
Baixo saxão na Groninga, Frísia, Drente, Overijssel, e Guéldria são línguas oficialmente reconhecidas e protegidas como minoritárias pela Carta Europeia das Línguas Regionais ou Minoritárias. Papiamento é reconhecido pelo governo holandês em Bonaire e o Inglês é oficial em Sint Eustatius e Saba.[7]
3. Antes de 2002: Florim neerlandês (Nederlandse gulden).
4. O domínio de topo .eu também é utilizado, compartilhado com outros Estados-membros da União Europeia.

Os Países Baixos (em neerlandês: Nederland AFI[ˈneːdərˌlɑnt] (Sobre este somescutar ), literalmente "país baixo"), também conhecidos como Holanda[8] (ver abaixo), são uma nação constituinte do Reino dos Países Baixos localizada na Europa ocidental. O país é uma monarquia constitucional parlamentar democrática banhada pelo mar do Norte a norte e a oeste, que faz fronteira com a Bélgica a sul e com a Alemanha a leste. A capital é Amesterdão (português europeu) ou Amesterdã (português brasileiro) e a sede do governo é a cidade da Haia.

Geograficamente, os Países Baixos são um país de baixa altitude, com cerca de 27% de sua área e 60% de sua população situados abaixo do nível do mar.[9][10] Uma significativa parte de seu território foi obtida através da recuperação e preservação de terras através de um elaborado sistema de pôlderes e diques. Grande parte dos Países Baixos é formada por um grande delta, o delta do Reno e Mosa.

Os Países Baixos são um país densamente povoado que é conhecido por seus moinhos de vento, tulipas, tamancos, cerâmica de Delft, queijo gouda, artistas visuais, bicicletas e, além disso, pelos valores tradicionais e virtudes civis, tais como a sua tolerância social, tendo se tornado conhecido por sua política liberal em relação à homossexualidade, drogas, prostituição, eutanásia e aborto. É um dos países com melhor qualidade de vida do mundo, fator pelo qual possui um dos melhores Índices de Desenvolvimento Humano da Europa e do mundo, segmentado em sua forte política de assistência social e direitos considerados essenciais, como educação, saúde e segurança de qualidade, garantidos em nível máximo a seus habitantes. O país possui uma das economias capitalistas mais livres do mundo — 15ª posição entre 177 países de acordo com o Índice de Liberdade Econômica em 2014.[11]

Entre outras afiliações, o país é membro fundador da União Europeia (UE), da OTAN, da OCDE, da OMC e assinou o Protocolo de Quioto. Junto com a Bélgica e com Luxemburgo, o país constitui a União Económica do Benelux. O país é palco de cinco tribunais internacionais: a Corte Permanente de Arbitragem, o Tribunal Internacional de Justiça, o Tribunal Penal Internacional para a antiga Jugoslávia, o Tribunal Penal Internacional e o Tribunal Especial para o Líbano. Os quatro primeiros estão situados na Haia assim como a sede da agência da UE de informação criminal, a Europol. Isto levou a cidade a ser apelidada de "capital judiciária do mundo".[12]

Etimologia

Ver artigo principal: Holanda (topônimo)

Em sentido estrito, o nome Holanda designa a região formada pelas províncias de Holanda do Norte e Holanda do Sul. Existe ainda as alternativas "Neerlândia",[13] e "Nederlândia",[14] pouco utilizadas. O gentílico holandês é o normalmente utilizado para se referir ao povo, à língua e a qualquer coisa que pertença aos Países Baixos, embora mantenha a ambiguidade. "Neerlandês" é o gentílico mais apropriado e que não causa ambiguidade.

Em 2019, o governo dos Países Baixos lançou uma campanha para que a nação seja mundialmente conhecida pelo seu nome correto e que o topônimo "Holanda" seja evitado para fazer menção a todo país[15][16].