Organização dos Estados Americanos

Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser acadêmico)
Organização dos Estados Americanos (OEA)
Organisation des États Américains
Organization of American States
Organización de los Estados Americanos
Bandeira da Organização dos Estados Americanos
Organization of American States (orthographic projection).svg

Países membros da OEA.
TipoOrganização internacional
Fundação5 de maio de 1948 (71 anos)
SedeEstados Unidos Washington D.C.
Membros
Línguas oficiaisEspanhol, inglês, português e francês
Secretário-geralUruguai Luis Almagro
Sítio oficialwww.oas.org

A Organização dos Estados Americanos, abreviadamente OEA (em inglês, Organization of American States ou OAS), é uma organização internacional criada em 1948, com sede em Washington (Estados Unidos), cujos membros são as 35 nações independentes do continente americano.

Desde 18 de março de 2015, o secretário-geral é o uruguaio Luis Almagro.

História

Palácio da União Pan-Americana, o edifício sede da OEA em Washington, D.C., Estados Unidos.

A Organização dos Estados Americanos foi fundada em 30 de abril de 1948, constituindo-se como um dos organismos regionais mais antigos do mundo, sendo fundada três anos após a criação da ONU. Com 21 países signatários, entre eles o Brasil, reunidos em Bogotá, Colômbia, assinaram a Carta da Organização dos Estados Americanos, onde a organização definia-se como um organismo regional dentro das Nações Unidas. Os países-membros se comprometiam a defender os interesses do continente americano, buscando soluções pacíficas para o desenvolvimento econômico, social e cultural.

Em 11 de setembro de 2001 foi assinada a Carta Democrática Interamericana entre todos os países-membros da OEA. Este documento visa fortalecer o estabelecimento de democracias representativas no continente.

Atualmente a OEA conta com 35 estados-membros que, a partir de 1990, definiram como prioridade dos seus trabalhos o fortalecimento da democracia e assuntos relacionados com o comércio e integração econômica, controle de entorpecentes, repressão ao terrorismo e corrupção, lavagem de dinheiro e questões ambientais. Mazelas comuns a certos membros da OEA, inclusive Estados Unidos.