Noruega
English: Norway

Kongeriket Norge (norueguês bokmål)
Kongeriket Noreg (norueguês nynorsk)

Reino da Noruega
Bandeira da Noruega
Brasão de Armas
BandeiraBrasão de armas
Lema:
Lema real: Alt for Norge / Alt for Noreg
("Tudo pela Noruega")

Juramento de Eidsvoll (1814):
Enige og tro til Dovre faller
("Unidos até que as montanhas do Dovre venham abaixo")
Hino nacional: Ja, vi elsker dette landet
("Sim, nós amamos este país")

Hino real: Kongesangen
("A Canção do Rei")
Gentílico: norueguês(esa)

Localização da Noruega

Localização da Noruega (em vermelho)
No continente europeu (em branco)
CapitalOslo
59° 56′N 10° 41′E
Cidade mais populosaOslo
Língua oficialnorueguês (bokmål e nynorsk), lapônio (em oito municípios), kven (num município).
GovernoMonarquia constitucional
 - ReiHaroldo V
 - Primeira-ministraErna Solberg
 - Presidente do StortingTone W. Trøen (H) (2018–2021)
 - Chefe de JustiçaToril Marie Øie (2016)
Formação 
 - Unificação872 
 - Constituição17 de Maio de 1814 
 - Independência da Suécia7 de Junho de 1905 
Área 
 - Total385 155 km² (61.º)
 - Água (%)7,0
 FronteiraFinlândia, Suécia e Rússia
População 
 - Estimativa para 20185 323 933[1] hab. (114.º)
 - Densidade12 hab./km² (202.º)
PIB (base PPC)Estimativa de 2013
 - TotalUS$ 282,174 bilhões *[2] (46.º)
 - Per capitaUS$ 55 398[2] (4.º)
PIB (nominal)Estimativa de 2013
 - TotalUS$ 515,832 bilhões *[2] (22.º)
 - Per capitaUS$ 101 271[2] (3.º)
IDH (2017)0,953 (1.º) – muito alto[3]
Gini (2011)22,3[4]
MoedaCoroa norueguesa (NOK)
Fuso horárioCET (UTC+1)
 - Verão (DST)CEST (UTC+2)
ClimaOceânico, continental
Org. internacionaisEFTA, OCDE, OTAN
Cód. ISONOR
Cód. Internet.no; .sj e .bv1
Cód. telef.+47
Website governamentalregjeringen.no

Mapa da Noruega

1 Foram atribuídos mais dois códigos, mas até à data ainda não foram usados: .sj para as ilhas de Esvalbarda e Jan Mayen; .bv para a Ilha Bouvet.[5]

A Noruega[6] (em bokmål: Loudspeaker.svg? Norge pronunciado: [noɾɡə]; em nynorsk: Loudspeaker.svg? Noreg), oficialmente Reino da Noruega (em bokmål: Kongeriket Norge, em nynorsk: Kongeriket Noreg), é um país nórdico da Europa setentrional que ocupa a parte ocidental da Península Escandinava, a ilha de Jan Mayen e o arquipélago ártico de Esvalbarda,[7] através do Tratado de Esvalbarda. A parte continental do país divide fronteira a leste com a Suécia e ao norte com a Finlândia e a Rússia. O Reino Unido e as Ilhas Faroe estão a oeste, através do Mar do Norte, a Islândia e a Groenlândia estão a oeste, através do mar da Noruega, e a Dinamarca fica próxima ao extremo sul do país, através do estreito de Escagerraque. A Ilha Bouvet, no Atlântico sul, e a Ilha de Pedro I, no oceano glacial Antártico, são territórios dependentes (norueguês: Biland) da Noruega,[8] mas não são considerados parte do Reino. A Noruega também reivindica uma parte da Antártida conhecida como Terra da Rainha Maud, uma reivindicação que foi reconhecida pela Austrália, França, Nova Zelândia e Reino Unido.[9] A extensa linha costeira da Noruega, de frente para o oceano Atlântico Norte e para o mar de Barents, é a casa de seus famosos fiordes.

A Noruega mantém o modelo social escandinavo, baseado no modelo nórdico, na saúde universal, no ensino superior subsidiado e em um regime abrangente de previdência social. A Noruega foi classificada como o país mais desenvolvido do mundo em todos os relatórios de desenvolvimento humano desde 2001 (com dados referentes entre 1999 e 2010)[10][11] Em 2009, o país foi novamente classificado pela ONU como o melhor país do mundo para se viver.[12][13] A Noruega também foi avaliada como o país mais pacífico do mundo em uma pesquisa realizada em 2007 pelo Índice Global da Paz.[14] E em 2017 um estudo feito por peritos internacionais, com apoio da ONU, classificou a Noruega como o país mais feliz do mundo, superando a Dinamarca que liderou o ranking no ano anterior.[15]

Apesar de ter rejeitado a adesão à União Europeia em dois referendos, a Noruega mantém laços estreitos com o bloco e com seus países-membros, bem como com os Estados Unidos. O país é considerado um participante de destaque na diplomacia e na cooperação internacional, tendo sido profundamente envolvido nos fracassados Acordos de Oslo e nas negociações de uma trégua entre o governo do Seri Lanca e os Tigres Tâmil. A Noruega continua a ser um dos maiores contribuintes financeiros da Organização das Nações Unidas[16] e participa com as forças da ONU em missões internacionais de paz, como no Afeganistão, Kosovo e Darfur.

Um estado unitário com subdivisões administrativas em dois níveis conhecidos como condados (fylker) e comunas (kommuner), a Noruega é uma monarquia constitucional hereditária e uma democracia parlamentar, com o rei Haroldo V como seu Chefe de Estado. Os lapões têm uma certa dose de autodeterminação e influência sobre seus territórios tradicionais, através do Parlamento Lapônio e da Lei da Finamarca. A Noruega é um dos membros fundadores das Nações Unidas, da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), do Conselho da Europa (COE) e do Conselho Nórdico, além de ser membro do Espaço Econômico Europeu, da Organização Mundial do Comércio (OMC) e da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Etimologia

Etimologistas acreditam que o nome do país significa "o caminho para o norte" (ou o "caminho do norte"), que em nórdico antigo teria sido nor veg ou *norð vegr. O nome nórdico antigo para Noruega era Noregr, o anglo-saxão Norþ weg e latim medieval Northvegia. O nome oficial do Reino da Noruega em bokmål é Kongeriket Norge, enquanto que em nynorsk é Kongeriket Noreg, ambos apenas um par de letras retiradas do termo original "caminho do norte": Nor(d)-(v)eg.

Por volta de 890, Ótaro de Halogalândia distinguiu os noruegueses ("nordmenn", o povo de Norvegr) dos lapões e dos dinamarqueses. Enquanto ele identificava o povo lapões por seu modo de vida nômade, os dinamarqueses ele identificava geograficamente ou politicamente. De acordo com Ótaro, os dinamarqueses dominavam Escagerraque e Categate, os corpos de água que separam a Dinamarca da península escandinava. Os noruegueses, por outro lado viviam no Mar do Norte, na costas do Atlântico, e estavam ligados às ilhas do Atlântico Norte. A Noruega de Ótaro cobria uma área muito menor do que a Noruega atual.[17]