Nicósia
English: Nicosia

Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2011). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para a cidade siciliana, veja Nicosia.
Nicósia
Λευκωσία / Lefkoşa
Nicosia city fl n7160.gif
Bandeira
PaísChipre
DistritoDistrito de Nicósia
PrefeitoEleni Mavrou
População309 393 habitantes
Censo2005
Carte de Chypre.png
Igreja de Santa Sofia

Nicósia (em grego: Λευκωσία; transl.: Lefkossía, pronunciado: [lefkoˈsi.a]; em turco: Lefkoşa, pronunciado: [lefˈkoʃa]), é a capital e maior cidade de Chipre. À margem do rio Pedieos e quase no centro da ilha, Nicósia é a sede do governo bem como o principal centro de negócios. É a capital do distrito homónimo.

Depois de uma sequência de violência da década de 1960, foi dividida entre a capital da ilha cipriota grega e cipriota turca, comunidades do sul e norte, respectivamente. Uma tentativa de golpe para unir a ilha com a Grécia em 1974 levou a uma invasão turca, deixando a capital dividida desde então, com os cipriotas turcos alegando a norte como a capital do seu próprio estado, República Turca de Chipre do Norte (RTNC) (reconhecido apenas por Turquia). Em 3 de Abril de 2008, como parte dos esforços para reunificar a ilha, uma simbólica parede divisória entre as duas comunidades na Rua Ledra foi aberta.

Nicósia é a capital administrativa, sendo atualmente a única capital europeia que está dividida em duas partes: ao norte, a parte turca e ao sul, a parte grega, separadas pela linha verde – uma zona desmilitarizada ocupada pelas Nações Unidas. Nicósia é um centro econômico e produz têxteis, couro, cerâmica, materiais plásticos, entre outros. As minas de cobre situam-se perto da cidade.

História

O Museu do Chipre

Nicósia foi uma cidade-estado conhecida como Ledra ou Ledrae em tempos antigos. O rei de Ledra, Onaságoras, registrou-a como homenagem a Assaradão da Assíria em 672 a.C.. Reconstruída por Léfcos, filho de Ptolomeu I em torno de 300 a.C., Ledra foi uma cidade helenística e romana pequena e insignificante, também conhecida como Lefcoteia (Lefkothea). Em 348 d.C. a cidade recebeu o seu primeiro bispo cristão, Trifílio.

Por volta do século X Nicósia se tornou a capital da ilha, quando ainda era conhecida como Lefcósia (Lefkosia). Havia então crescido em importância graças a ameaças estrangeiras às cidades costeiras Pafos e Salamina, que forçaram muitos de seus habitantes a fugirem para a localização interiorana Lefcósia.

Foi a sede do rei Lusignan de Chipre desde 1192, tornou-se uma possessão veneziana em 1489, e caiu para o Império Otomano, em 1571.

O nome "Nicósia" surgiu com a chegada do Lusignans. Os cruzados francos não podiam ou não teriam o cuidado de pronunciar o nome Lefcósia, e tendiam a dizer "Nicósia". À época, a cidade expandiu culturalmente, e nos séculos XV e XVI, assistiu-se à edificação de um conjunto de palácios, solares, igrejas e mosteiros.

Cerca de 20.000 moradores morreram como resultado do cerco otomano de 1570. Catástrofes naturais assolaram ainda mais a cidade durante o século XIX.

A cólera atingiu a cidade em 1835, e o incêndio destruiu grande parte de Nicósia, em 1857. O império britânico ganhou controle sobre a ilha em 1878, com Nicósia servindo como o capital da nova britânica posse.

Nicósia foi palco de violência extrema no período imediato antes da independência cipriota, em 1960. Uma vez que o golpe grego e invasão turca que se lhe seguiu, em 1974, parte do setor norte da cidade tem sido dentro do limite de uma zona tampão das Nações Unidas. Os túmulos dos reis Lusignan estão na antiga Basílica de Santa Sofia, agora uma mesquita no norte do setor. O núcleo da cidade também foi muito bem conservado com fortificações venezianas construídas no século XVI, que rodeiam aquela área.