Mouros

Disambig grey.svg Nota: se procura pelo ser fantástico do folclore português, veja mouro encantado.
"Mouriscos do Reino de Granada, passeando pelo campo com mulher e criança". Desenho de Christoph Weiditz (1529)

Mouros, mauritanos, mauros ou sarracenos[1] são considerados, originalmente, os povos oriundos do Norte de África, praticantes do Islão, nomeadamente Marrocos, Argélia, Mauritânia e Saara Ocidental, invasores da região da Península Ibérica, Sicília, Malta e parte de França, durante a Idade Média. Estes povos consistiam fundamentalmente nos grupos étnicos berberes e árabes, que constituem o âmago de etnicidade da África setentrional. O período da Reconquista marca a expulsão destes povos da Península Ibérica, consubstanciando-se também numa cruzada histórica entre a religião dos mouros, o islão, e a religião dos povos da Península Ibérica, o catolicismo.

Nota-se que a maior parte dos mouros da Península Ibérica eram descendentes de ibéricos convertidos ao islamismo. Portanto, não havia significativa diferença fenótipa entre mouros e cristãos da Ibéria.[2]

Etimologia

"Mouro" e "mauro" provêm do tamazight ⴰⵎⵓⵔ "amur", "terra", através do latim maurus.[3] "Sarraceno" provém do árabe شرقيين xarquiin, plural de شرقي xarquii, "oriental", através do grego bizantino Σαρακηνοί sarakenoí e do latim sarracenu.[4]