Memética
English: Memetics

A Memética é o estudo formal dos memes. Foi originada quando Richard Dawkins cunhou o conceito no seu livro "O gene egoísta". Na busca de algo que pudesse ser classificado como a unidade fundamental conceptual da memória.

A memética aplica conceitos da teoria da evolução (especialmente da genética populacional) à cultura humana. Ela tenta explicar vários assuntos controversos, como religião e sistemas políticos, usando modelos matemáticos.

Muitos pensadores questionam se a analogia dos genes com a cultura vai se fixar e como essa similaridade pode ser testada.

A memética deve ser distinguida da sociobiologia. Na sociobiologia, as entidades envolvidas são os genes, enquanto na memética são os memes. A sociobiologia está preocupada com a base biológica do comportamento humano, enquanto a memética trata os humanos não apenas como produto de uma evolução biológica, mas de uma evolução cultural também.

Associação memética

É a descoberta de que os memes se movem em grupos. Por exemplo: o meme para calça jeans inclui memes para fecho-écler, roupas com botão, tintura azul, roupas de algodão, cintos etc.

Os memes podem ser ideias ou parte de ideias, línguas, sons, desenhos, capacidades, valores estéticos e morais, ou qualquer outra coisa que possa ser aprendida facilmente e transmitida enquanto unidade autónoma. [1][2][3][4][5]