Martinho de Ataíde

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde dezembro de 2011). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser acadêmico)

Martinho de Ataíde, filho do 1º conde de Atouguia, foi-lhe confirmado o título de 2º conde de Atouguia por carta de Afonso V de Portugal datada de 14 de fevereiro de 1452.

Foi do conselho de Afonso V, capitão-mor dos reinos de Portugal e dos Algarves, alcaide-mor de Coimbra em 10 de fevereiro de 1452.

Casou duas vezes:

A 1.ª com D. Catarina de Castro, viúva de D. Álvaro Vaz de Almada (conde de Abranches). Sem geração.

Mais tarde volta a casar, a 2.ª vez, com Dona Filipa de Azevedo, filha de Luís Gonçalves Malafaia, vedor da Fazenda e irmã do bispo do Porto D. João de Azevedo.

Nasce, dessa 2.ª união:

  • 2 - D. João de Ataíde, seu filho, que casou com D. Brites da Silva, filha do 1º conde de Penela, não sucedeu no título nem na Casa, porque depois de viúvo ainda em vida do pai, se meteu a frade na Ordem de São Francisco, na qual viveu santamente, segundo Nobreza de Portugal, Tomo II, página 331, e morreu em 1507.
  • 2 - D. Isabel da Silva, 2ª esposa de Simão Gonçalves da Câmara (morto em 1530), 3º capitão donatário do Funchal, senhor das vilas de Ponta do Sol e Calheta, e das Ilhas Desertas e Porto Santo.

Referências

  1. Chronique de Santa-Cruz du Cap de Gué (Agadir). Texto português de autor anónimo do século XVI ("Crónica de Santa Cruz do cabo de Gué"), traduzido por Pierre de Cenival. Paris, Paul Geuthner. 13, rue Jacob, 13. (1934) P. 101-103
Precedido por
Álvaro Gonçalves de Ataíde
Armas dos Ataíde, titulares do Condado de Atouguia
Conde de Atouguia

1452 - ?
Sucedido por
Luís de Ataíde