Martim Afonso de Sousa

Martim Afonso de Sousa
Martim Afonso de Sousa por Benedito Calixto[1]
1º. Donatário da Capitania de São Vicente
Período1533-1564
Governador da Índia Flag of Portugal (1521).svg
Período1542-1545
AntecessorEstêvão da Gama
SucessorJoão de Castro
Dados pessoais
Nascimentoc. 1490
Vila Viçosa
Morte21 de julho de 1564 (74 anos)
Lisboa
ProgenitoresMãe: Brites de Albuquerque
Pai: Lopo de Sousa, senhor de Prado

Martim Afonso de Sousa (Vila Viçosa, ca. 1490/1500Lisboa, 21 de julho de 1564)[2][3] foi um nobre, militar e administrador colonial português. Foi o primeiro donatário da Capitania de São Vicente (1533-1564) e governador da Índia (1542-1545). Jaz em São Francisco de Lisboa.

Linhagem

Martim Afonso de Sousa descendia dos Sousa Chichorro, cujo varão da geração inicial foi Martim Afonso Chichorro, filho bastardo de D. Afonso III, o qual foi elevado a altas posições sociais, políticas e econômicas, no reinado de seu meio irmão El-Rei D. Dinis de Portugal. O mesmo Martim Afonso Chichorro teve um filho homônimo com Inês Lourenço de Valadares. Este último teve um filho chamado Lopo Martins de Sousa que já em avançada idade (naquele tempo) participou nas Cortes de Coimbra, e contribuiu para aclamação de D. João I. Seu filho, chamado, Martim Afonso de Sousa, combateu na Batalha de Aljubarrota na qual integrou a chamada "ala dos namorados", composta por cavaleiros que juraram que, se escapassem com da vida da batalha, correriam imediatamente para os braços das suas namoradas.

Martim Afonso de Sousa escapou com vida à batalha e correu imediatamente para os braços de sua namorada que, por sinal, era abadessa de um mosteiro beneditino. Desta ligação nasceu um filho sacrílego (isto é, concebido em violação de votos públicos e solenes), ao qual puseram o mesmo nome do pai: Martim Afonso de Sousa.

Este último casou-se com Violante Lopes de Távora e teve um filho, Pero de Sousa, que se casou com Maria Pinheiro.

Deste casamento nasceu Lopo de Sousa, Senhor do povoado do Prado, Alcaide-mor de Bragança, que se casou com Brites de Albuquerque. Deste casamento nasceu Martim Afonso de Sousa, Senhor do Prado e Alcoentre, capitão-mor da Armada que veio ao Brasil em 1530.[nota 1] Martim Afonso teve quatro irmãos: Catarina de Albuquerque, Isabel de Albuquerque, João Rodrigues de Sousa (Capitão na Armada do Estado Português da Índia) e Pero Lopes de Sousa (Capitão na Armada comandada pelo irmão mais velho, que chegou ao Brasil em 1530).[4]p.411- VII