Maomé XI de Granada

Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde março de 2013). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser acadêmico)
Maomé XI de Granada
Emir ou rei de Granada
COA of Nasrid dynasty kingdom of Grenade (1013-1492).svg
Brasão do Reino de Granada
Reinado14531455
Antecessor(a)Maomé IX
Sucessor(a)Sa`d al-Musta`in
DinastiaNasridas
Nome completo
محمد بن محمد;
Muhammed ben Muhammed
Morte1462
PaiMaomé VIII

Muhammed XI ben Muhammed (em árabe: محمد بن محمد), alcunhado El Chiquito ("o menino" ou "o pequeno"; m. 1455) foi o 19º rei nasrida de Granada entre o 1453 e 1455. Filho de Maomé VIII, sucedeu a Maomé IX, o Canhoto. Morreu em 1455, executado por ordem do seu sucessor Sa`d al-Musta`in, conhecido como Ciriza pelos castelhanos.

Reinado conjunto com Maomé IX

Quando Maomé IX recuperou o trono pela quarta vez em 1448, casa a sua filha com Muhammed ben Muhammed, filho de al-Mutamassik, que tinha destronado em 1419 e 1429, e partilha o trono com ele (segundo alguns autores a partir de 1451).

Como Maomé X, o Coxo tinha feito antes, al-'Aysar e Maomé XI aproveitaram a confusão em que vivia o Reino de Múrcia devido à guerra entre Castela, Aragão e Navarra para saquear e fazer prisioneiros, ora contra um lado ora contra o outro. A dimesão dessas ações é tal que chegam a levantar clamores em Roma. Maomé, o Coxo tinha emprestado tropas ao partido de Álvaro de Luna, o valido do rei João II, comandado em Múrcia por Maria de Quesada, e ao partido dos infantes e nobres dirigidos por Fajardo, o Bravo. Em 1448 este consegue que Maomé IX lhe dê 1 800 cavaleiros e 10 000 soldados de infantaria, comandados pelos líderes Abencerragens e os irmãos Alabez. Com estas tropas, o mestre da Ordem de Santiago Rodrigo Manrique obriga as tropas do rei e do seu valido a levantar o cerco a Múrcia. Em 1449, Múrcia e Fajardo passam-se para o lado do rei e do condestável eMaomé IX é aconselhado que deixe de apoiar o lado inimigo. O conselho é ignorado e em vez disso El Chiquito fomenta os conflitos no Reino de Múrcia. As peripécias e recontros militares prosseguiriam até 1453, tendo El Chiquito como protagonista principal do lado granadino.[1]