Liechtenstein
English: Liechtenstein

Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Lichtenstein (Reutlingen).
Fürstentum Liechtenstein
Principado de Liechtenstein
Bandeira de Liechtenstein
Brasão de armas de Liechtenstein
BandeiraBrasão de armas
Lema: "Für Gott, Fürst und Vaterland"
(Em alemão:Por Deus, o Príncipe e a Pátria)
Hino nacional: Oben am jungen Rhein
Gentílico: liechtensteinense;[1][2]
liechtensteiniense;[1][2]
liechtensteiniano;[2]
listenstainiano;[1][2][3][4]
listenstainês[5]

Localização de Liechtenstein

Localização de Liechtenstein (em verde)
No continente europeu (em cinza-escuro)
CapitalVaduz
47°08.5′N 9°31.4′E
Cidade mais populosaSchaan
Língua oficialAlemão
GovernoMonarquia constitucional
 - PríncipeHans-Adam II
 - RegenteAloísio
 - Primeiro-ministroAdrian Hasler
 - Presidente do ParlamentoAlbert Frick
Independênciado Sacro Império Romano-Germânico 
 - Paz de Pressburg12 de julho de 1806 
Área 
 - Total160,4 km² (190.º)
 - Água (%)NÃO DEFINIDO
População 
 - Estimativa para 201738 111 hab. (190.º)
 - Censo 200033 307 hab. 
 - Densidade215 hab./km² (52.º)
PIB (base PPC)Estimativa de 2013
 - TotalUS$ 5,3 bilhões (179.º)
 - Per capitaUS$ 98,432 (2.º)
IDH (2017)0,916 (17.º) – muito alto[6]
MoedaFranco Suiço (CHF)
Fuso horário(UTC+1)
 - Verão (DST) (UTC+2)
Org. internacionaisEFTA, ONU, OMC, Conselho da Europa
Cód. ISOLIE
Cód. Internet.li
Cód. telef.+423

Mapa de Liechtenstein

Liechtenstein (pronúncia em alemão[ˈlɪçtn̩ʃtaɪn]], sendo usual a pronúncia aportuguesada: [liʃtẽnsˈtain]) ou Listenstaine[nota 1] (pronúncia em português europeu[liʃtẽʃˈtain(ɨ)]), oficialmente Principado de Liechtenstein (pt-BR) ou do Liechtenstein (pt)[9] (em alemão: Fürstentum Liechtenstein), é um minúsculo principado localizado no centro da Europa, encravado nos Alpes entre a Áustria, a leste, e a Suíça a oeste. Pouco mais de 34 mil habitantes moram nos seus 160 km².

Desde o século XV, faz divisa praticamente do mesmo território comandado pela mesma família, a Casa de Liechtenstein. Tornou-se independente do Sacro Império Romano-Germânico (976-1806) quando este foi desmembrado, em 1806. Desde tempos imemoriais, a língua falada no país é o alemão.

Liechtenstein diferencia-se da Alemanha e Áustria por ser um microestado, sendo tido como um dos mais ricos do mundo e constantemente citado como uma das nações onde a prática de lavagem de dinheiro (ou branqueamento de capitais) ocorre frequentemente.[10]

Etimologia

Listenstaine (em alemão: Liechtenstein) significa literalmente, na língua local, "pedra clara" (liechten stein). A sua associação com o principado deve-se a ter sido a família Liechtenstein a comprar e unir os condados de Schellenberg e Vaduz, dando origem ao atual território do país. O Imperador Romano-Germânico permitiu à dinastia o rebatismo da sua nova propriedade com o próprio apelido de família. Tal sobrenome, por sua vez, vem do castelo de Liechtenstein, na Áustria, habitado pela família séculos antes.

A grafia alemã é a mais comumente utilizada sendo que o Dicionário Houaiss e Dicionário Aurélio (brasileiros), bem como o Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa de José Pedro Machado (português) a usam. Também, os órgãos de imprensa brasileiros como Rede Globo, Folha de S.Paulo e O Estado de S. Paulo, e os portugueses Público e Rádio e Televisão de Portugal, preferem a grafia germânica. Também, o Ministério das Relações Exteriores do Brasil e o Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal concordam, ambos, com esta primeira grafia.

Em português existe, no entanto, a opção Listenstaina,[11] com pouco uso, mas que pode ser utilizada, já que se encontra citada no Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa de Rebelo Gonçalves[12][13] e no Prontuário da Língua Portuguesa, bem como no Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa da Porto Editora.[14]

Em crescendo de uso ocorre a grafia Listenstaine, oficialmente adotada pelo Código de Redacção Interinstitucional da União Europeia, e preconizada no Dicionário da Academia das Ciências de Lisboa, no VOLP da Porto Editora,[15] no Dicionário de Gentílicos e Topónimos do Portal da Língua Portuguesa do ILTEC[1], no Vocabulário da Priberam[16] e, de forma oficial para todos os países lusófonos, no Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa do Instituto Internacional da Língua Portuguesa.[8]

O sítio Ciberdúvidas da Língua Portuguesa, na pessoa do linguista A. Tavares Louro, preconiza ainda a alternativa Listensteine,[17] que parece recolher pouca aceitação.

Como gentílicos existem as opções (em ordem alfabética): liechtensteinense, liechtensteiniano, liechtensteiniense, listenstainês, listenstainiano, ou simplesmente do Liechtenstein.[3] A forma reduzida para feitos de justaposição é listenstaino-.[3]