Língua suíço-alemã
English: Swiss German

Suíço-alemão (Schwyzerdütsch)
Falado em:Suíça, Liechtenstein, Vorarlberg (Áustria), Piemonte e Vale de Aosta (Itália)
Região: Europa
Total de falantes:4,5 milhões
Família:Indo-europeia
 Germânica
  Ocidental
   Alto alemão
    Alemão alemânico
     Suíço-alemão
Códigos de língua
ISO 639-1:--
ISO 639-2:gsw
ISO 639-3: gsw
O teuto-suíço (em amarelo) é falado por cerca de 64% da população suíça.

Suíço-alemão (Schweizerdeutsch, Schwyzerdütsch, Schwiizerdütsch, Schwyzertütsch, pronúncia [ˈʃʋitsərˌd̥ytʃ]) é qualquer um dos dialetos alemânicos falados na Suíça, no Liechtenstein e nas zonas fronteiriças da Áustria. O termo Hochdeutsch (alemão clássico) ou Schriftdeutsch (alemão escrito) é, no contexto suíço, frequentemente reservado para o alemão oficial (padrão). O suíço-alemão tem pronúncia basicamente diferente do alemão da Alemanha e da Áustria. É uma língua do grupo de línguas alemânicas, parte das Línguas germânicas ocidentais.

Falantes

Esse grupo dialetal é falado por cerca de 4,5 milhões de pessoas na própria Suíça, no Liechtenstein, na Áustria e ainda no Piemonte e no Vale de Aosta no norte da Itália.

A maioria dos suíços aprendem a falar o suíço-alemão em casa e na rua. Cada região da Suíça tem sua própria variação do dialeto suíço-alemão (mas sempre ancorados na variação alemânica do idioma alemão), mas os falantes conseguem se entender na maior parte das vezes. Exceções existem quando se trata de falantes de regiões ou vales remotos, que falam um dialeto mais particular, o que torna às vezes impossível a comunicação com outro suíço alemânico. No entanto, o alemão padrão é utilizado no ensino, na mídia, e assim como os debates no parlamento nacional. Muitos suíços-alemães consideram o alemão oficial quase como uma língua estrangeira.

Os suíços-alemães estão acostumados a falar este dialeto e até escrevê-lo, por exemplo em cartas não formais, correios eletrônicos, sms, etc. O fato de falar o dialeto não significa nenhuma inferioridade social ou educacional; os suíços alemânicos têm orgulho dos seus dialetos.

Um alemão do norte da Alemanha terá muita dificuldade em compreender qualquer dialeto suíço. Já um alemão do sul (Baden-Württemberg), ou mesmo um alsaciano, terá muito mais chances de compreender e manter uma conversa, pois seu dialeto também é alemânico. Falantes de alemão naturais das regiões germânicas do sul do Brasil geralmente não conseguem entender os dialetos teutões da Suíça.