Kiribati
English: Kiribati

Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2013). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser acadêmico)
Republic of Kiribati (inglês)
Ribaberiki Kiribati (gilbertês)

República de Kiribati
Bandeira de Kiribati
Brasão de Kiribati
BandeiraBrasão de armas
Lema: Te mauri, te raoi ao te tabomoa
("Saúde, paz e prosperidade")
Hino nacional: Teirake Kaini Kiribati
("Levante-se, Kiribati")
Gentílico: kiribatiano (a)[1]
etemaquiano (a)[1]
kiribatino (a)[2]

Localização do, de República de Kiribati

Localização de Kiribati
CapitalTarawa[3]
Cidade mais populosaTarawa
Língua oficialInglês e gilbertês
GovernoRepública parlamentarista unitária
 - PresidenteTaneti Mamau
 - Vice-presidenteKourabi Nenem
Independênciado Reino Unido 
 - Data12 de julho de 1979 
 - Entrada nas Nações Unidas14 de setembro de 1999 
Área 
 - Total811 km² (172.º)
 - Água (%)0
População 
 - Censo 2015110 136 hab. 
 - Densidade127 hab./km² (60.º)
PIB (base PPC)
 - TotalUS$ 165,8 milhões (187.º)
 - Per capitaUS$ 1449,06 (168.º)
IDH (2017)0,612 (134.º) – médio[4]
MoedaDólar de Kiribati e Dólar australiano (AUT)
Fuso horárioUTC +12, +13, +14
ClimaEquatorial
Org. internacionaisBanco Mundial, Comunidade Britânica, FMI, ONU, URU5, URU20
Cód. ISOKIR
Cód. Internet.ki
Cód. telef.+686
Website governamental[1]

Kiribati,[5][6][7][8] Quiribáti[9][10][11] ou Quiribati[12] (pronunciado em português[kiɾiˈbati]; em inglês: Kiribati, pronunciado: [ˌkɪrɪˈbæs] ou [ˌkɪrɪˈbɑːti]; em gilbertês, Kiribati, pronunciado: [ˌkɪrɪˈbæs]), oficialmente República de Kiribati[13] (em inglês: Republic of Kiribati; em gilbertês: Ribaberiki Kiribati), é um país soberano composto por 33 ilhas, com atóis e recifes espalhados por uma vasta área ao centro do Oceano Pacífico, abrangendo da Micronésia à Polinésia. É o único país do mundo com territórios nos quatro hemisférios da Terra.[14][15] Apesar disso, seu território terrestre total, somado, coloca-o entre os menores países do mundo. É o primeiro país do mundo a mudar de ano, na ilha de Kiritimati, devido ao fuso horário (UTC+14), de modo que a República de Quiribáti é o país mais adiantado em questão de horário.

Compreende alguns arquipélagos (grupos de ilhas):[16] de oeste para leste, a ilha de Banaba, as ilhas Gilbert, as ilhas Phoenix e quase a totalidade das Espórades Equatoriais, à excepção de algumas possessões estadunidenses ao norte do arquipélago. Quiribáti tem fronteira marítima com as Ilhas Marshall, a noroeste; com as possessões dos Estados Unidos das ilhas Howland e Baker, a norte; com as três possessões dos Estados Unidos nas Espórades, também a norte (Kingman, Palmyra e Jarvis); com o território francês da Polinésia Francesa, a sudeste; com as Ilhas Cook e a possessão neozelandesa de Toquelau, a sul; com Tuvalu, também a sul; e com Nauru, a oeste. Sua capital é o atol de Tarawa (em português, Taraua)[17] (por vezes indicada como sendo especificamente o conjunto de ilhas de Taraua do Sul (South Tarawa),[18] outras vezes como o próprio atol de Tarawa (que inclui Tarawa do Sul).

É considerado um dos países mais suscetíveis às mudanças climáticas e ao consequente aumento do nível dos oceanos. Especula-se que a existência do país esteja, assim, ameaçada, estando as ilhas de Quiribáti condenadas a desaparecer.[19]

História

Declaração de um protetorado sobre Abemama pelo capitão Davis em 1892.
Destroços de avião Japonês em Kiribati.
Ver artigo principal: História de Kiribati

As Ilhas Gilbert eram habitadas há pelo menos 4000 ou 5000 anos por alguns habitantes da Ásia que falavam a atual língua oficial de Kiribati, o gilbertês, antes de terem qualquer contacto com europeus, provavelmente espanhóis, no século XVI. As ilhas foram "batizadas" em 1820 por um almirante da Estónia, Adam Johann von Krusenstern e pelo seu capitão francês Louis Duperrey, em homenagem ao capitão britânico Thomas Gilbert, que tinha "descoberto" o arquipélago em 1788.

Pescadores de joaninhas e mercadores de escravos começaram a visitar as ilhas em grande número no século XIX e a confusão resultante fomentou vários conflitos e a introdução de doenças. Num esforço para restaurar a ordem, em 1892, as ilhas tornaram-se um protectorado britânico, juntamente com as ilhas Ellice, e passaram a ser uma colónia em 1916. Nos anos que seguiram, os britânicos incorporaram as ilhas da Linha e as ilhas Fénix à colónia, à qual deram estatuto autónomo em 1971. Em 1978, as Ellice Islands tornaram-se o estado independente de Tuvalu e a independência de Kiribati seguiu-se a 12 de Julho de 1979. Com a independência, os Estados Unidos entregaram à nova república a ilha Phoenix e quase todas as ilhas da Linha.

Kiribati é um arquipélago formado por 33 ilhas de coral e vários atóis e era cortado pela Linha Internacional de Data.[16] Quando em Bairiki (oeste do país) era manhã de domingo, no leste do país era manhã de sábado. Esta situação alterou-se em 1995, pelo realinhamento da Linha Internacional de Data, fazendo com que Kiribati seja o país mais oriental do Mundo. Assim, a Ilha Caroline, que foi o primeiro território do Mundo a entrar no terceiro milénio, foi renomeada Ilha do Milénio.[20]

Em março de 2008, o país criou o terceiro maior parque marinho do mundo.[21] Menos de três meses depois, em 5 de junho, Dia mundial do meio ambiente, seu presidente Anote Tong, pediu ajuda à comunidade internacional para evacuar o país antes que ele desapareça, devido aos efeitos do aquecimento global.[21][22]