Kaliningrado

Disambig grey.svg Nota: Para a província com o mesmo nome, veja Oblast de Kaliningrado.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde julho de 2010). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser acadêmico)
Kaliningrado/Caliningrado/Calininegrado
Калининград
Flag of Kaliningrad.pngKgd gerb.png
Old cathedral of Kaliningrad in Russia.jpg
Antiga catedral de Kaliningrado
DistritoDistrito Federal do Noroeste
SubdivisãoKaliningrado
PrefeitoAlexander Yarochuk
Área224 km²
População (2014)448 000 habitantes
Densidade9,3  hab/km²
Altitude4,8 metros
Fundação1255
Antigos nomesKönigsberg
Websitewww.klgd.ru
Localização
20° 29' E
Cidade da Rússia Rússia

Kaliningrado,[1][2][3] Caliningrado[4][5][6] ou Calininegrado[7] (em russo: Калининград; transl.: Kaliningrad; em polonês/polaco: Królewiec; em lituano: Karaliaučius) é a capital da província russa homônima, exclave russo entre a Polónia e a Lituânia, à beira do Mar Báltico. Fundada em 1255 pelos Cavaleiros Teutónicos sob o nome de Königsberg ("montanha do rei", também dita Conisberga[8][9] em português), foi, de 1466 a 1656, parte da Polônia. Também foi a capital da Prússia Oriental e, a partir de 1871, fez parte do Império Alemão .

Famosa por ter tido entre os seus habitantes o filósofo Immanuel Kant, a cidade também é célebre pelo problema das sete pontes de Königsberg, resolvido por Euler em 1736.

Seu nome atual é uma homenagem ao revolucionário bolchevique Mikhail Kalinin.

História

Ruínas do Castelo de Königsberg, nos anos 1950.

No fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945, a cidade foi anexada pela União Soviética (como parte da República Socialista Federativa Soviética da Rússia), enquanto se aguardava a decisão definitiva sobre questões territoriais (incluindo a partição da antiga Prússia Oriental) que viria no acordo de paz, valendo até lá o que fora decidido pelos Aliados (União Soviética, Estados Unidos e Grã-Bretanha) participantes da Conferência de Potsdam.

A Conferência concordou, em princípio, com a proposta do governo soviético sobre a transferência definitiva para a União Soviética da cidade de Koenigsberg e da área adjacente a ela, a ser confirmada por exame pericial da fronteira real.O Presidente dos Estados Unidos e o Primeiro-Ministro britânico declararam que apoiariam a proposta da Conferência no acordo de paz que viria a seguir.[10]

Königsberg foi renomeada Kaliningrado em 1946[11] após a morte do Presidente do Presidium do Soviete Supremo da URSS, Mikhail Kalinin, um dos bolcheviques originais. A população alemã sobrevivente foi expulsa da área, entre 1946 e 1949, e a cidade foi repovoada por cidadãos soviéticos. A língua alemã foi substituída pela língua russa. A cidade, que fora devastada pelos bombardeios britânicos durante a Guerra, foi reconstruída. Por ser o território mais ocidental da URSS, o Oblast de Kaliningrado tornou-se uma área estrategicamente importante durante a Guerra Fria. A Frota do Báltico (soviética) permaneceria em Kaliningrado, ao longo dos anos 1950, e, por sua importância estratégica, a cidade foi fechada a visitantes estrangeiros.

Em 1957 foi firmado um acordo, que passaria a vigorar posteriormente, delimitando a fronteira entre a Polônia e a União Soviética.[12][13]