João da Ega

Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2009). Por favor, referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
João da Ega
Personagem fictícia de Os Maias
SexoMasculino
CaracterísticasNariz adunco, pescoço esganiçado, punhos tísicos, pernas de cegonha
Amigo(s)Carlos da Maia
Criado porEça de Queirós
Romance(s)Os Maias

João da Ega é uma personagem do romance Os Maias de Eça de Queirós.

Ele era amigo e confidente de Carlos da Maia e filho de uma viúva rica e beata, de Celorico de Basto.

"(…) era considerado em Celorico de Basto, mas também na Academia, que ele espantava pela audácia e pelos ditos, como o maior ateu, o maior demagogo, que jamais aparecera nas sociedades humanas. Isto lisonjeava-o: por sistema exagerou o seu ódio à Divindidade e a toda a Ordem Social: queria o massacre das classes médias, o amor livre das ficções do matrimônio, a repartição das terras, o culto de Satanás. O esforço da inteligência neste sentido terminou por lhe influenciar as maneiras e a fisionomia; e, com a sua figura esgrouviada e seca, os pêlos do bigode arrebitados sob o nariz adunco, um quadrado de vidro entalado no olho direito - tinha realmente alguma coisa de rebelde e de satânico." QUEIRÓS, Eça. "Os Maias". São Paulo: Editora Escala, 2007.

Caracterização

Ega usava "um vidro entalado no olho", tinha "nariz adunco, pescoço esganiçado, punhos tísicos, pernas de cegonha". Era o autêntico retrato de Eça.