James Clerk Maxwell

Disambig grey.svg Nota: Maxwell redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Maxwell (desambiguação).
James Clerk Maxwell
Conhecido(a) porEquações de Maxwell, distribuição de Maxwell-Boltzmann, demônio de Maxwell
Nascimento13 de junho de 1831
Edimburgo, Escócia
Morte5 de novembro de 1879 (48 anos)
Cambridge, Inglaterra
Nacionalidadebritânico
Alma materUniversidade de Edimburgo, Universidade de Cambridge
PrêmiosPrêmio Smith (1854), Prêmio Adams (1857), Medalha Rumford (1860)
Assinatura
James Clerk Maxwell sig.svg
Orientador(es)William Hopkins
Orientado(s)Horace Lamb, George Chrystal
InstituiçõesMarischal College, King's College de Londres, Universidade de Cambridge
Campo(s)Matemática, física
Tese1854:

James Clerk Maxwell (Edimburgo, 13 de junho de 1831Cambridge, 5 de novembro de 1879) foi um físico e matemático escocês. É mais conhecido por ter dado forma final à teoria moderna do eletromagnetismo, que une a eletricidade, o magnetismo e a óptica. Esta é a teoria que surge das equações de Maxwell, assim chamadas em sua honra e porque foi o primeiro a escrevê-las juntando a lei de Ampère, modificada por Maxwell, a lei de Gauss, e a lei da indução de Faraday.[1] Maxwell demonstrou que os campos elétricos e magnéticos se propagam com a velocidade da luz. Apresentou uma teoria detalhada da luz como um efeito electromagnético, isto é, que a luz corresponde à propagação de ondas eléctricas e magnéticas, hipótese que tinha sido posta por Michael Faraday. Foi demonstrado em 1864 que as forças elétricas e magnéticas têm a mesma natureza: uma força elétrica em determinado referencial pode tornar-se magnética se analisada noutro, e vice-versa. Ele também desenvolveu um trabalho importante em mecânica estatística, estudou a teoria cinética dos gases e descobriu a distribuição de Maxwell-Boltzmann. Seu trabalho em eletromagnetismo foi a base da relatividade restrita de Einstein e o seu trabalho em teoria cinética de gases fundamental ao desenvolvimento posterior da mecânica quântica.

Importância

Maxwell é geralmente lembrado como o cientista do século XIX a ter mais influência sobre a física do século XX e o responsável por contribuições básicas nos modelos naturais, sendo considerado uma ponte entre a matemática e a física. Poucos anos após a morte de James Clerk Maxwell, seus trabalhos científicos foram aceitos mundialmente a partir de suas explorações sobre eletromagnetismo.

Em 1931, comemorando o centenário do nascimento de Maxwell, descrevendo seu trabalho Albert Einstein disse "o mais profundo e frutífero que a física descobriu desde Newton".

Medicina

Sua pesquisa sobre a natureza do espectro eletromagnético foi de fundamental importância, posteriormente, para o emprego dos raios X e da ressonância magnética na Medicina.[2]