Isabel de Aragão, Rainha de Portugal

Disambig grey.svg Nota: Se procura outras santas com o mesmo nome, veja Santa Isabel.
Disambig grey.svg Nota: Se procura outras princesas com o mesmo nome, veja Isabel de Aragão.
D. Isabel
Infanta de Aragão
Santa Isabel, rainha de Portugal.
Santa Isabel de Portugal, Retrato idealizado criado por Francisco de Zurbarán,
c. 1635 (Museu do Prado)
Rainha de Portugal
Reinado2 de fevereiro/24 de junho de 12827 de janeiro de 1325
Antecessor(a)Beatriz de Castela
Sucessor(a)Beatriz de Castela
 
CônjugeDinis I de Portugal
DescendênciaConstança de Portugal
Afonso IV de Portugal
CasaBarcelona-Aragão
Nascimento4 de janeiro de 1271
 Saragoça, Reino de Aragão
Morte4 de julho de 1336 (65 anos)
 Estremoz, Portugal
EnterroMosteiro de Santa Clara-a-Nova, Santa Clara e Castelo Viegas, Coimbra, Portugal
PaiPedro III de Aragão
MãeConstança da Sicília

Isabel de Aragão OSC (em catalão: Elisabet d'Aragó; ou, usando a grafia medieval portuguesa, Yzabel; Saragoça, 4 de janeiro de 1271Estremoz, 4 de julho de 1336), foi uma infanta aragonesa, que viveu desde 1282 até 1325, rainha consorte de Portugal como consorte de D. Dinis I. Ficou para a história com a fama de santa, tendo sido beatificada e, posteriormente, canonizada. Ficou popularmente conhecida como Rainha Santa Isabel ou, simplesmente, A Rainha Santa.

Origens

Isabel era a filha mais velha do rei Pedro III de Aragão e de Constança de Hohenstaufen, princesa da Sicília. Por via materna, era descendente de Frederico II, Sacro Imperador Romano-Germânico, pois o seu avô materno era Manfredo de Hohenstaufen, rei da Sicília, filho de Frederico II.

Teve cinco irmãos, entre os quais os reis aragoneses Afonso III e Jaime II, e Frederico II da Sicília. Para além disso, foi sobrinha materna de Santa Isabel da Hungria, também considerada santa pela Igreja Católica.