Irão
English: Iran

جمهوری اسلامی ایران
(Jomhuri ye Eslāmi ye Irān)

República Islâmica do Irã / Irão
Bandeira do Irã / Irão
Emblema
BandeiraBrasão de armas
Lema: "استقلال، آزادی، جمهوری اسلامی"
(transliteração: "Esteqlāl, āzādī, jomhūrī-ye eslāmī")
("Independência, Liberdade, (a) República Islâmica")
Hino nacional: Soroud-e Melli-e Jomhouri-e Eslami-e Iran
("Hino Nacional da República Islâmica do Irã")
Gentílico: Iraniano

Localização do Irã / Irão

CapitalTeerão (Teerã)
35°41'N 51°25'E
Cidade mais populosaTeerão (Teerã)
Língua oficialPersa (parse ou pársi)
Religião oficialIslamismo
GovernoRepública Islâmica
 - Líder SupremoAli Khamenei
 - PresidenteHassan Rouhani
 - Vice-presidenteEshaq Jahangiri
 - Presidente do ParlamentoAli Larijani
 - Presidente do Supremo Tribunal de JustiçaSadeq Larijani
Revolução Iraniana 
 - Fim da monarquia11 de Fevereiro de 1979 
Área 
 - Total1 648 195 km² (18.º)
 - Água (%)0,7%
 FronteiraTurcomenistão, Afeganistão, Paquistão, Iraque, Turquia, Azerbaijão e Arménia
População 
 - Censo 201987 024 725[1] hab. 
 - Densidade53 hab./km² (121.º)
PIB (base PPC)Estimativa de 2014
 - TotalUS$ 1,283 trilhão*[2] (17.º)
 - Per capitaUS$ 16 463[2] (75.º)
PIB (nominal)Estimativa de 2014
 - TotalUS$ 402,700 bilhões*[2] (21.º)
 - Per capitaUS$ 5 164[2] (76.º)
IDH (2017)0,798 (60.º) – alto[3]
Gini (2010)0,38[4]
MoedaRial iraniano (IRR)
Fuso horário(UTC+3:30)
Cód. Internet.ir
Cód. telef.+98

Mapa do Irã / Irão

Irão (pt) ou Irã (pt-BR) (em persa: ايران, transcr.: Iran, pronunciado: [ʔiːˈɾɑn] (Sobre este somescutar )), oficialmente República Islâmica do Irã/Irão e anteriormente conhecido como Pérsia,[5] é um país localizado na Ásia Ocidental.[6][7][8] Tem fronteiras a norte com Arménia, Azerbaijão e Turquemenistão e com o Cazaquistão e a Rússia através do Mar Cáspio; a leste com Afeganistão e Paquistão; ao sul com o Golfo Pérsico e o Golfo de Omã; a oeste com o Iraque; e a noroeste com a Turquia. Composto por uma área de 1 648 195 quilómetros quadrados, é a segunda maior nação do Oriente Médio e a 18ª maior do mundo. Com mais de 77 milhões de habitantes, o Irã é o 17º país mais populoso do mundo.[6][9]

O país é o lar de uma das civilizações mais antigas do mundo,[10] que começa com a formação do reino de Elam em 2 800 a.C. Os povos iranianos medos unificaram o país no primeiro de muitos impérios que se iriam seguir em 625 a.C., após a nação se tornar no principal poder cultural e político dominante na região.[11] O Irão atingiu o auge de seu poder durante o Império Aquemênida, fundado por Ciro, o Grande em 550 a.C. e que, na sua maior extensão, compunha grandes porções do mundo antigo, que se estendiam do vale do Indo, no leste, à Trácia e Macedônia, na fronteira nordeste da Grécia, tornando-se num dos maiores impérios que o mundo já vira.[12] Os Aqueménidas entraram em colapso em 330 a.C. após as conquistas de Alexandre, o Grande, mas o país alcançou uma nova era de prosperidade após o estabelecimento do Império Sassânida em 224 d.C., sob o qual o Irão se tornou uma das principais potências da Europa Oriental e da Ásia Central nos quatro séculos seguintes.

Em 633, árabes muçulmanos invadiram o Irão e conquistaram-no por volta 651[13] O Irão depois desempenhou um papel vital durante a subsequente Idade de Ouro Islâmica, produzindo diversos cientistas, académicos, artistas e pensadores influentes. O surgimento em 1501 do Império Safávida promoveu o xiismo duodecimano islâmico como a religião oficial e marcou um dos divisores de águas mais importantes da história iraniana e muçulmana.[14][15] A Revolução Constitucional Persa de 1906 estabeleceu o primeiro parlamento da nação, que operava dentro sistema político de monarquia constitucional. Após um golpe de Estado apoiado por Reino Unido e Estados Unidos em 1953, o Irão tornou-se gradualmente autocrático. A crescente oposição contra a influência estrangeira e a repressão política culminou com a Revolução Iraniana, que acabou por criar uma república islâmica em 1º de abril de 1979.

Um país geograficamente diverso, mas principalmente montanhoso, o Irão sempre teve uma importância geopolítica significativa devido à sua localização, no cruzamento entre o Sul, o Centro e o Ocidente da Ásia. Teerão é a sua capital e a maior cidade, servindo como o centro cultural, financeiro e industrial da nação. O Irão é uma potência média e regional[16][17] e exerce uma grande influência na segurança energética internacional e na economia mundial através das suas grandes reservas de combustíveis fósseis, que incluem a maior oferta de gás natural no mundo e a quarta maior reserva comprovada de petróleo.[18][19] O Irão é um dos membros fundadores da Organização das Nações Unidas (ONU), do Movimento Não Alinhado, da Organização da Conferência Islâmica (OCI) e da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP). Seu sistema político único, baseado na constituição de 1979, combina elementos de uma democracia parlamentar com os de uma teocracia religiosa dirigida por clérigos nacionais, na qual a mais alta autoridade governamental é o Líder Supremo. Apesar de ser uma nação multicultural que inclui vários grupos étnicos e linguísticos, o islamismo xiita e o persa são os únicos classificados como a religião e o idioma oficiais do país, respectivamente.[20]

Etimologia

O nome Irão (português europeu) ou Irã (português brasileiro) (em persa: ایران) do persa moderno deriva do termo proto-iraniano Aryānā, que significa "terra dos arianos", palavra registada pela primeira vez no Avesta da tradição do zoroastrismo.[21][22][23][24] O termo Ērān foi encontrado em referência ao Irão, numa inscrição persa do século III e numa inscrição parta onde o termo aryān é usado em referência aos iranianos.[25]

Historicamente o Irão tem sido referido como Pérsia, ou algum outro termo similar (La Perse, Persien, Perzië, etc), pelo mundo ocidental, principalmente devido aos escritos de historiadores gregos que chamavam o Irão de Persis (Περσίς), ou "terra dos persas". Em 1935, o Reza Pahlavi pediu que a comunidade internacional se referisse ao país como Irão/Irã. A oposição à mudança de nome levou à reversão da decisão e, em 1959, ambos os nomes eram usados ​​indistintamente.[26] Actualmente, os termos Pérsia e Irão/Irã' são usados ​​alternadamente em contextos culturais; no entanto, este último é o nome mais usado oficialmente em contextos políticos.[27]

O uso histórico e cultural mais amplo do termo Irão/Irã não está restrito ao Estado moderno homónimo.[28][29][30] Irānshahr ou Irānzamīn (mundo iraniano) são termos que correspondem a territórios de zonas culturais ou linguísticas iranianas. Além do território do Irão moderno, a nação também incluía partes do Cáucaso, da Mesopotâmia, do subcontinente indiano e da Ásia Central.[31]