Imperialismo
English: Imperialism

Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2018). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para o livro de John A. Hobson, veja Imperialismo (Hobson).

Imperialismo é o nome dado a uma série de ideias, medidas e mecanismo que, sob determinação de um Estado-nação, procuram efetivar políticas de expansão e domínio territorial, cultural ou econômico de seu país sobre outra ou várias regiões geográficas vizinhas ou distantes.

Esta prática está registrada na história da humanidade na associação da formação de impérios que se desenvolveram e, em muitos casos, foram dissolvidos ou substituídos por outros, por diferentes motivos. No entanto, o conceito, derivado de uma prática assente na teoria econômica, só surgiu no início do século XX.

É, sobretudo, aceito[por quem?] que o neocolonialismo moderno é uma expressão do imperialismo e que não pode existir sem o segundo. A medida em que o imperialismo "informal", sem colônias, está devidamente descrito, como tal, continua a ser um tema controverso entre os historiadores.[1]

Etimologia

A palavra imperialismo surge a partir da palavra imperium em latim, e significa poder supremo.[2] Seu significado atual surge no Reino Unido na década de 1870 e foi usado com uma conotação negativa.[3] Na Grã-Bretanha, a palavra até então tinha sido principalmente usada para se referir à política de Napoleão III de obtenção de opinião pública favorável na França através de intervenções militares fora do país.[3]