Ilhas Salomão

Disambig grey.svg Nota: Para outros resultados, veja Salomão (desambiguação).
Solomon Islands
Ilhas Salomão
Bandeira das Ilhas Salomão
Brasão das Ilhas Salomão
BandeiraBrasão
Lema: To Lead is to Serve
("Liderar é servir")
Hino nacional: God Save Our Solomon Islands
Gentílico: Salomónico(s)/a(s), salomônico(s)/a(s),
salomonense(s)

Localização das Ilhas Salomão

Capital159° 49' E
Cidade mais populosaHoniara
Língua oficialInglês
GovernoMonarquia constitucional
 - MonarcaIsabel II
 - Governador-geralDavid Vunagi
 - Primeiro-ministroManasseh Sogavare
Independênciado Reino Unido 
 - Data7 de julho de 1978 
Área 
 - Total28 450 km² (143.º)
 - Água (%)3,2
População 
 - Estimativa para 2016599,419 hab. (162.º)
 - Densidade18,1 hab./km² (167.º)
PIB (base PPC)Estimativa de 2011
 - TotalUS$ 1,725 bilhões (193.º)
 - Per capitaUS$ 3,191[1] (16.º)
IDH (2017)0,546 (152.º) – baixo[2]
MoedaDólar das Ilhas Salomão (SBD)
Fuso horárioUTC +11
 - Verão (DST)vários
Climaequatorial
Cód. ISOSLB
Cód. Internet.sb
Cód. telef.+677
Website governamental[1]

Mapa das Ilhas Salomão

As Ilhas Salomão (em inglês Solomon Islands, pronunciado: [ˈsɒləmən ˈaɪləndz]) são um país no oceano Pacífico, na Melanésia, situados no arquipélago de mesmo nome (com excepção das ilhas Bougainville, Buka e outras ilhas menores que constituem a extremidade noroeste do arquipélago). O país inclui também as ilhas Santa Cruz e outras ilhas e atóis isolados. Tem fronteiras marítimas com a Papua-Nova Guiné, a oeste, com Nauru, a nordeste, e com Vanuatu, a sudeste. A capital e maior cidade do país é Honiara.

As ilhas foram habitadas por milhares de anos. Em 1568, o navegador espanhol Álvaro de Mendaña foi o primeiro europeu a chegar ao lugar, nomeando-os como Islas Salomón.[3] A Grã-Bretanha definiu sua área de interesse no arquipélago das Ilhas Salomão em junho de 1893, quando o capitão Gibson RN, do HMS Curacoa, declarou o sul das Ilhas Salomão um protetorado britânico. Durante a Segunda Guerra Mundial, a Campanha nas Ilhas Salomão (1942-1945) sediou ferozes combates entre os Estados Unidos e o Império do Japão, como a Batalha de Guadalcanal.

O nome oficial da então administração britânica foi mudado de "Protetorado Britânico das Ilhas Salomão" para apenas "Ilhas Salomão" em 1975, e o autogoverno foi alcançado no ano seguinte. A independência foi obtida em 1978. Hoje, o estado soberano é uma monarquia constitucional com a Rainha Elizabeth II como chefe de Estado. Rick Houenipwela é o atual primeiro-ministro.

História

Ver artigo principal: História das Ilhas Salomão

O Reino Unido estabeleceu um protectorado nas Ilhas Salomão na década de 1890. Alguns dos mais violentos combates na II Guerra Mundial ocorreram nestas ilhas. O auto-governo foi alcançado em 1976 e a independência foi concedida em 7 de Julho de 1978. Os problemas atuais são a corrupção, as relações ligadas à terra, o défice governamental, a desflorestação e o controle da malária.

A longa turbulência civil levou a uma quebra quase total da atividade normal: os funcionários públicos permaneceram com salários em atraso durante meses, e as reuniões do governo tiveram de ser realizadas em segredo para impedir a interferência de senhores da guerra locais. As forças de segurança foram incapazes de reassumir o controle, em grande medida porque muitos dos membros da polícia e de outras forças de segurança estão associados a um ou outro dos grupos rivais.

Em Julho de 2003 o governador-geral das Ilhas Salomão lançou um pedido oficial de ajuda à comunidade internacional, que foi depois apoiado pelo governo. Um contingente de segurança internacional de 2 200 polícias e militares, liderado pela Austrália e pela Nova Zelândia, e integrando representantes de outras 20 nações do Pacífico, começou a chegar no mês seguinte ao abrigo da Operação Helpem Fren. A contribuição australiana é conhecida como Operação Ânodo.