Igreja de Santa Cruz (Praia da Vitória)

Igreja Matriz de Santa Cruz, Praia da Vitória.
Igreja Matriz de Santa Cruz: portal manuelino.
Igreja Matriz de Santa Cruz: portal manuelino.
Monumento evocativo à Restauração Portuguesa, erguido pelo Estado Novo no adro da igreja.

A Igreja Matriz de Santa Cruz localiza-se no centro histórico da cidade de Praia da Vitória, freguesia de Santa Cruz, concelho da Praia da Vitória, na ilha Terceira, nos Açores.

História

Segundo o pesquisador Alfredo da Silva Sampaio, a sua fundação data de 1456, erguida pelo primeiro capitão do donatário, Jácome de Bruges, que aqui se fixou. Foi sagrada em 24 de Março de 1517 pelo bispo D. Duarte, que veio de visita aos Açores. Na ocasião, D. Duarte depositou várias relíquias numa caixa, na parede do altar-mor.

Reconstruída em 1577, nesta ocasião o rei D. Sebastião ofereceu-lhe as magníficas portadas de mármore em estilo manuelino. Sofreu alterações posteriores, nomeadamente em 1810 e 1842, em função dos grandes terramotos que assolaram a ilha em:

Do terramoto de 1614, o padre António Vieira recordou, em sermão proferido na Bahia, em 1637:

"...tudo destruiu, com excepção do púlpito da Matriz, a Cadeia e o Hospital; símbolos da Verdade, da Justiça e da Misericórdia."

O seu órgão de tubos foi construído em madeira de mogno em 1793 por António Xavier Machado e Cerveira,[1] tendo sofrido intervenção de restauro em 1991 sob os cuidados de Dinarte Machado.[2]

Maior templo religioso do concelho, encontra-se classificada como Imóvel de Interesse Público pela Resolução nº 41, de 11 de Junho de 1980.