Hermenegildo Gonçalves

Hermenegildo Gonçalves ou Mendo Gonçalves,[a] (em castelhano: Hermenegildo González) (morto entre 943 e 950), foi um conde galego no século X, tenente na comarca de Deza, governador do Condado Portucalense, e o genearca de uma das linhagens mais importante galaico-português da Alta Idade Média. Aparece na documentação medieval confirmando como Ermegildus Gundisaluis.

Biografia

A sua filiação como filho do conde Gonçalo Betotes[1] e Tereza Eris—filha do conde Ero Fernandes—leva-o a uma linha condal muito antiga. A sua irmã, Aragonta Gonçalves, foi esposa do rei Ordonho II, embora deste casamento não tenha tido filhos.[2][3]

Hermenegildo começa a aparecer na documentação no ano de 926. Governou o Condado Portucalense depois da morte de Lucídio Vimaranes e foi sucedido pelo seu filho o conde Gonçalo Mendes.[1] Aparentemente, morreu relativamente jovem, uma vez que praticamente desaparece da documentação em 943 e já havia morto em 1 de agosto de 950,[4] data em que sua viúva e os filhos dividir sua herança.