Gineceu

Seção longitudinal de uma flor feminina de Curcubita spp. (=ovário+estilete+estigma), óvulos, e pétalas

O gineceu é o conjunto de órgãos reprodutores femininos de uma flor, o conjunto dos pistilos. Engloba os carpelos, constituídos pelos estigmas, estiletes e ovários, localizando-se, em quase todos os casos, no centro da flor. Por vezes, é constituído apenas por um único carpelo. O seu nome provém da divisão, existente nas casas da antiga Grécia, reservada às mulheres. A parte masculina da flor designa-se como androceu.

A contagem do número de carpelos numa flor deve ser feita tendo em conta os ovários, que constituem a base dos mesmos, já que alguns estigmas são profundamente fendidos.

O gineceu é designado como sincárpico se for formado por um ou mais carpelos fundidos na base e é classificado como apocárpico se os carpelos aparecem distintos uns dos outros.

Pistilo

Pistilo corresponde ao conjunto de órgãos femininos das flores das Angiospermas: o estigma, o estilete, e o ovário. O termo "pistilo" não é a forma mais popular do termo "gineceu" como alguns pensam.[1]

O carpelo assim modificado passa a ter aspecto de um instrumento muito utilizado na química,[2] conhecido como pistilo, motivo pelo qual também é assim denominado. Uma flor pode ter um só carpelo ou vários que, fundindo-se total ou parcialmente, formam lojas.

O pistilo é formado por uma ou mais folhas modificadas, que se fundem dando origem a uma porção basal dilatada, denominada ovário.