Freira

Uma freira.

Freira é a designação dada na Igreja Católica a uma mulher que renunciou a vida comum em sociedade e optou recolher-se em um convento ou mosteiro, passando a ter uma vida – seja em regime de clausura monástica ou não – inteiramente dedicada aos serviços religiosos.

As freiras são mulheres consagradas a religião, assumem os compromissos da castidade, da obediência e da pobreza por meio de votos.[1] Geralmente as freiras desenvolvem obras de caridade, de educação a crianças e jovens, entre outros tipos de apostolado, além de participação ativa em diversas áreas da sociedade.[2] As freiras, por norma, fazem parte de ordens ou congregações religiosas de características mendicantes.

Ordens religiosas

Freiras são mulheres que optaram por seguir uma vida consagrada a Deus.

Algumas ordens religiosas de freiras:

  • Ordem do Carmo: em 1322 o Papa João XXII expede a bula papal Sacratissimo uti culmine, na qual revela que Nossa Senhora do Carmo lhe aparecera e lhe prometera tirar do Purgatório as almas de todos os fiéis que em vida tivessem pertencido à Ordem de Nossa Senhora do Carmo ou à Confraria do Santo Escapulário do Carmo no sábado seguinte à sua morte, assim, com o uso do escapulário, símbolo de devoção e consagração à Virgem, o devoto também passou a gozar de indulgências plenas ou parciais. O ramo feminino da ordem foi oficialmente fundado em 1452.[3] A Ordem do Carmo, ou Carmelitas, talvez seja uma das mais populares ordens religiosas de freiras no mundo.