Ema

Disambig grey.svg Nota: "Emas" redireciona para este artigo. Para o município, veja Emas (Paraíba). Para outros significados, veja Ema (desambiguação).
Como ler uma infocaixa de taxonomiaEma
Rhea americana no jardim zoológico de Munique, na Alemanha
Rhea americana no jardim zoológico de Munique, na Alemanha
Estado de conservação
Quase ameaçada
Quase ameaçada [1]
Classificação científica
Reino:Animalia
Sub-reino:Metazoa
Filo:Chordata
Classe:Aves
Ordem:Struthioniformes
Família:Rheidae
Género:Rhea
Espécie:R. americana
Nome binomial
Rhea americana
(Linnaeus, 1758)
Distribuição geográfica
Mapa de distribuição das subespécies de ema na América do Sul.
Mapa de distribuição das subespécies de ema na América do Sul.

A ema (Rhea americana), também chamada nandu, nhandu, guaripé e xuri,[2] é uma ave da família Rheidae cujo habitat se restringe à América do Sul. Apesar de possuir grandes asas, não voa. Usa asas para se equilibrar e mudar de direção enquanto correm. Os indivíduos masculinos são os responsáveis pela incubação e o cuidado com os filhotes. É considerada a maior ave brasileira.

Quando das Invasões holandesas no Brasil, no brasão holandês do Rio Grande do Norte (1639) figurava uma ema.[3][4]

Etimologia

"Ema" é uma palavra de origem oriental, talvez molucana[5]. "Nandu" e "nhandu" se originam do tupi ña'du[6]. "Guaripé" se origina da língua tupi[7]. "Xuri" se origina do tupi xu'ri[8].