Drácula de Bram Stoker

Bram Stoker's Dracula
Drácula de Bram Stoker (PRT/BRA)
 Estados Unidos
1992 •  cor •  128 min 
DireçãoFrancis Ford Coppola
RoteiroJim V. Hart
ElencoGary Oldman
Winona Ryder
Anthony Hopkins
Keanu Reeves
Cary Elwes
Richard E. Grant
Génerosuspense
filme de drama
terror
DistribuiçãoColumbia Pictures
LançamentoEstados UnidosCanadá 13 de novembro, 1992
Portugal 26 de fevereiro, 1993
Brasil 25 de dezembro, 1992
Idiomainglês

Bram Stoker's Dracula (br/pt: Drácula de Bram Stoker[1][2]) é um filme estadunidense[2][1]de 1992, dos gêneros drama, suspense e terror[1], dirigido por Francis Ford Coppola, baseado na obra literária de Bram Stoker.

Sinopse

O filme conta a história do líder romeno Vlad Tepes (Drácula), que, ao defender a igreja cristã na Romênia contra o ataque dos turcos, tem sua noiva Elisabetha enganada: esta crê que seu amado morreu e então atira-se no rio chamado "Princesa". Vlad, ao retornar da guerra e constatar a morte de sua amada, e condenada ao inferno (pois se matara), renuncia e renega a Deus, à igreja e, jurando só beber sangue a partir daquele momento, sendo assim condenado à sede eterna, ou seja, ao vampirismo.

Quatro séculos se passam, e ele redescobre a reencarnação de Elizabetha, em Londres, agora conhecida como Wilhelmina Murray (Mina). Jonathan Harker, noivo de Mina, parte a trabalho para a mansão do Conde Drácula, onde irá vender dez terrenos na área de Londres para este estranho Conde.

Lá é feito prisioneiro, enquanto o conde se encaminha à Inglaterra para reencontrar sua amada. O resto do filme consiste em uma busca desesperada e sofrida do amante para reconquistar sua amada.