Deserto de Atacama

Deserto de Atacama
Imagem de satélite do deserto do Atacama.

Imagem de satélite do deserto do Atacama.
BiomaDeserto
Área105 000 km²
Países Argentina
 Bolívia
 Chile
 Peru
Parte daAmérica do Sul
Mapa do Atacama. A área geralmente definida como o Atacama está em amarelo. Em laranja estão as áreas áridas circundantes do deserto de Nazca, Altiplano, Puna de Atacama e Norte Chico.

Mapa do Atacama. A área geralmente definida como o Atacama está em amarelo. Em laranja estão as áreas áridas circundantes do deserto de Nazca, Altiplano, Puna de Atacama e Norte Chico.


Deserto de Atacama está localizado na região norte do Chile até a fronteira com o Peru. Com cerca de 1000 km de extensão, é considerado o deserto mais alto do mundo. É o deserto não polar mais seco do mundo,[1][2][3][4] pois chove raramente na região, em consequência de as correntes marítimas do Oceano Pacífico não conseguirem passar para o deserto, por causa de sua altitude. Assim, quando se evaporam, as nuvens úmidas descarregam seu conteúdo antes de chegar ao deserto, podendo deixá-lo durante épocas sem chuva.

De acordo com estimativas, o deserto de Atacama ocupa 105.000 quilômetros quadrados,[5] ou 128.000 quilômetros quadrados se as encostas inferiores dos Andes forem incluídas.[6] A maior parte do deserto é composta por terreno pedregoso, lagos de sal (salinas) e areia.

As temperaturas no deserto variam entre 0 °C à noite a 40 °C durante o dia. Em função destas condições existem poucas cidades e vilas no deserto; uma delas, muito conhecida, é São Pedro de Atacama, que tem pouco mais de 3000 habitantes e está a 2400 metros de altitude. Por ser bem isolada é considerada um oásis no meio do deserto e o principal ponto de encontro de viajantes do mundo inteiro, mochileiros, fotógrafos, astrônomos, cientistas, pesquisadores, motociclistas e aventureiros, além de possuir uma vida agitada, mesmo depois da meia noite, com bares e restaurantes lotados e pessoas conversando e planejando o dia seguinte.

História

A região foi primeiramente habitada pelos atacamenhos, povo da região juntamente com a civilização dos nativos aymaras, ambos deixaram um legado inestimável em termos arqueológicos, daí o seu nome deserto de Atacama.

Tal riqueza é guardada em importantes museus, salientando-se o Museu de San Miguel de Azapa localizado no Vale de Azapadadeduer distante 12 km de Arica e o Museu Del Padre Le Paige, em São Pedro de Atacama.

Há importantes manifestações de arte rupestre pré-colombianas na região, que é o berço de uma das maiores esculturas de figura humana feita na pré-história, o Gigante do Atacama.

Nas entranhas do deserto também podem-se descobrir ruínas intactas como as Vivendas Circulares de Tulor, que datam do 800 a.C., e as pukaras, fortalezas de defesa em Quitor e Lasana, além do centro administrativo Inca em Catarpe (província de Arica).