Densidade populacional

Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2014). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser acadêmico)
Mapa coroplético colorido de acordo com a densidade populacional de cada país.
Tóquio, a maior metrópole do mundo, possui uma das maiores densidades populacionais em cidades. Na foto, um dos cruzamentos mais movimentados do planeta.

Densidade demográfica, densidade populacional ou população relativa é a medida expressa pela relação entre a população e a superfície do território, geralmente aplicada a seres humanos, mas também em outros seres vivos (comumente, animais).[1] É sempre expressa em habitantes por quilômetro quadrado.

O país com a maior densidade populacional é o Mônaco[2] e com a menor é a Mongólia.[3]

Brasil

Segundo estatísticas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil possui uma população de 202 768 562 habitantes (2014)[4] em uma área de 8 515 767,049 km²,[5] resultando em uma densidade demográfica de 23,8 habitantes por quilômetro quadrado.

A ocupação humana é maior no litoral ou numa zona de até 520 quilômetros. Isto se explica porque no início da colonização brasileira estas foram as primeiras áreas a ser ocupadas. Nesta área é forte a presença econômica da indústria, da agropecuária enquanto que no interior, além da última, é notável a mineração. Em Minas Gerais e em São Paulo a ocupação humana seguiu este padrão, determinada pela colonização original de portugueses. No Sul a ocupação foi mais lenta e contou com a ajuda de italianos e alemães, devido à estruturação determinada pelo governo para a ocupação da região.

Na Região Norte ainda existem grandes vazios urbanos em função da gigante interiorização e de grandes áreas ainda intocadas, como a ocupada pela Floresta Amazônica.