Craft (Os Maias)


Guilherme Craft
Personagem fictícia de Os Maias
SexoMasculino
CaracterísticasHomem baixo, louro, de pele rosada e fresca, e aparência fria
Amigo(s)João da Ega, Carlos da Maia
Criado porEça de Queirós
Romance(s)Os Maias

Guilherme Craft é um personagem secundário do romance Os Maias, de Eça de Queirós. Homem dândi e burguês,[1] representa na obra a formação britânica, o protótipo do que deve ser um homem.[2] Craft é descrito como um "byroniano".[3]

Defende a arte pela arte, a arte como idealização do que há de melhor na natureza. Inglês rico e boémio, colecionador de bricabraque. Apesar de pouca ou nenhuma importância ter na ação principal, Craft representa o homem correto, incorruptível e "de hábitos rijos, pensando com retidão". Recebe especial favor de Afonso da Maia, que o considera "deveras um homem".

A sua descrição, na obra:

É inicialmente introduzido por João da Ega a Carlos da Maia, afirmando que era indispensável conhecer o Craft. O inglês havia construído um recanto campestre, a Quinta dos Olivais,[4] conhecida como "a Toca".[1] Mais tarde, querendo desfazer-se dela, Carlos da Maia adquire-a para oferecer como residência Maria Eduarda e Rosa.

Referências

  1. a b Amaral Matos, Xênia; Trentin Oliveira, Raquel (2018). «PERSPECTIVA E EFEITO GROTESCO NA CONSTRUÇÃO DO CENÁRIO DA TOCA EM OS MAIAS, DE EÇA DE QUEIRÓS». Macabéa. 7 (1) 
  2. Infopédia. «Artigo de apoio Infopédia - Craft». Infopédia - Dicionários Porto Editora. Consultado em 12 de abril de 2019 
  3. Givens, Terryl L. (1990-09). «"OS MAIAS": INCEST, DILETTANTES, AND THE ETHICS OF REALISM». Hispanófila (100)  Verifique data em: |data= (ajuda)
  4. Fritzen, C. (2017). «Memória e narrativa: uma análise de cronotopos em Os Maias e Terra sonâmbula». Revista Brasileira de Literatura Comparada 
Ícone de esboçoEste artigo sobre uma personagem de ficção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia .