Cerco de Bari

Cerco de Bari
Guerras bizantino-normandas
Data5 de agosto de 1068-15 de abril de 1071
LocalBari, Catepanato da Itália
DesfechoVitória decisiva dos Normandos
Mudanças territoriaisFim da presença bizantina no sul da Itália
Beligerantes
Império Bizantino  Normandos
Comandantes
Império Bizantino Miguel Mauricas
Império Bizantino Avartuteles
Império Bizantino Estêvão Paterano
  Roberto Guiscardo
Forças
Guarnição de Bari, outros reforços bizantinos e 20 naviosExército e frota normandos, número desconhecido
Baixas
Elevado número, incluído vítimas civisElevado
Bari está localizado em: Itália
Bari
Localização de Bari no que é hoje a Itália

O Cerco de Bari teve lugar entre 1068 e 1071, durante a Idade Média, quando as forças de ítalo-normandas, sob o comando de Roberto Guiscardo, sitiaram a cidade de Bari, um importante reduto dos bizantinos na Itália e a capital do Catepanato da Itália, a partir de 5 de agosto de 1068. Bari foi capturada a 16 de abril de 1071, quando Guiscardo entrou na cidade, pondo fim à presença bizantina no sul da Itália.

História

Precedentes

Por volta de 1060, apenas algumas cidades costeiras em Apúlia encontravam-se ainda em mãos bizantinas: durante as décadas anteriores, os normandos haviam aumentado suas posses no sul da Itália, tomando como objetivo a expulsão completa dos bizantinos da península antes de se concentrarem na conquista de Sicília, que se encontrava sob o domínio islâmico. Grandes unidades militares foram assim chamadas da Sicília e, sob o comando de Godofredo de Conversano, sitiaram Otranto.[1]