Catedral de Notre-Dame de Amiens

Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:
Catedral de Amiens
Catedral de Amiens
Estilo dominanteGótico
Fim da construçãoSéculo XIII
ReligiãoCatolicismo
DioceseAmiens
Websitewww.cathedrale-amiens.fr
Geografia
País França
RegiãoReims
LocalAmiens
Pix.gifCatedral Notre-Dame de Amiens *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

0 Amiens - Cathédrale Notre-Dame (1).JPG
País França
CritériosC (i) (ii)
Referência162 en fr es
Coordenadas
Histórico de inscrição
Inscrição1981  (5.ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.

A Catedral de Notre-Dame de Amiens foi uma catedral gótica francesa, edificada em Amiens. Começou a ser construída em 1220, inspirada nas catedrais de Notre-Dame de Chartres e de Paris.

Esta monumental catedral localiza-se em Amiens, a maior cidade da Picardia, no vale do Rio Somme, 100 km a norte de Paris.

É uma das maiores catedrais góticas da França, com o seu grande volume interior de aproximadamente 200 000 m³. As abóbadas de aresta da nave central medem 42,30 metros de altura, e são as maiores abóbadas de uma nave de todas as catedrais francesas cuja construção foi terminada, medidas passadas somente pela Catedral de Beauvais.

A catedral foi listada como Património Mundial da Unesco em 1981.

Construção

Os documentos relativos a construção da catedral gótico podem ter se perdido após o incêndio que destruiu o arquivo público da catedral por volta de 1218 e outros incidentes em 1258.

O Bispo Evrard de Fouilly iniciou os trabalhos de construção da catedral em 1220. Robert de Luzarches ocupou o posto de arquiteto até 1228 e foi substituído por Thomas de Cormont até 1258. Seu filho, Renaud de Cormont, atuou como arquiteto até 1288.

A crônica de Corbie referencia a data de conclusão das obras em 1266, porém as etapas de finalização prosseguiram além desta data, principalmente as relacionadas com o acabamento dos pisos da catedral sendo finalizadas em 1288.

Ainda hoje, a catedral abriga a cabeça de São João Batista, relíquia adquirida em decorrência da Quarta Cruzada.

A construção da catedral neste período pode ser vista como resultado de uma necessidade e de oportunidade. A destruição dos antigos edifícios da cidade praticamente obrigou os moradores locais a erguer imediatamente uma nova catedral.

O longo e relativamente pacífico reinado de Luís IX trouxe muita prosperidade à região com base na agricultura e no fortíssimo comércio interno francês, o que tornou possível o investimento na construção.