Carbúnculo

Nota: Se procura pela banda estadunidense, consulte Anthrax (banda); para a pedra preciosa, consulte Almandina.
Carbúnculo
Lesão na pele causada por carbúnculo
EspecialidadeInfectologia
SintomasCutâneo: pequena bolha com inflamação envolvente
Por inalação: febre, dor no peito, falta de ar
Gastrointestinal: náuseas, vómitos, diarreia, dor abdominal
Por injeção: febre, abcesso[1]
Início habitual1 dia a 2 meses após exposição[1]
CausasBacillus anthracis[2]
Fatores de riscoTrabalhar com animais, viajantes, carteiros, militares[3]
Método de diagnósticoPresença de anticorpos ou toxinas no sangue, cultura microbiológica[4]
PrevençãoVacina contra o carbúnculo, antibióticos[3][5]
TratamentoAntibióticos, antitoxinas[6]
Prognóstico20–80% morrem sem tratamento[5][7]
Frequência>2000 casos por ano[8]
Classificação e recursos externos
CID-1022
CID-9022
DiseasesDB1203
MedlinePlus001325
eMedicinemed/148
MeSHD000881
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

Carbúnculo ou antraz é uma infeção causada pela bactéria Bacillus anthracis.[2] Existem quatro tipos: cutâneo, por inalação, gastrointestinal e por injeção.[9] Os sintomas têm início entre um dia e dois meses após contrair a infeção.[1] O carbúnculo cutâneo apresenta-se com uma pequena bolha rodeada por inflamação, que na maior parte dos casos evolui para uma úlcera indolor e negra no centro.[1] O carbúnculo por inalação apresenta-se com febre, dor no peito e falta de ar.[1] O carbúnculo gastrointestinal apresenta-se com diarreia que pode conter sangue, dores abdominais, náuseas e vómitos.[1] O carbúnculo por injeção apresenta-se com febre e um abcesso no local de inserção da agulha.[1]

O carbúnculo é transmitido pelo contacto com os endósporos da bactéria, que geralmente aparecem nos produtos derivados de animais infectados.[10] A transmissão é feita ao respirar, comer ou através de uma lesão na pele.[10] Geralmente, a doença não se transmite diretamente entre pessoas.[10] Entre os grupos de risco estão pessoas que trabalham com animais ou produtos de origem animal, viajantes, carteiros e pessoal militar.[3] O diagnóstico pode ser confirmado com a presença de anticorpos ou da toxina no sangue ou mediante uma cultura microbiológica de uma amostra do local infetado.[4]

A vacina contra o carbúnculo é recomendada para pessoas com elevado risco de infeção.[3] A imunização de animais contra o carbúnculo é recomendada em áreas onde tenham ocorrido infeções anteriores.[10] A infeção pode também ser prevenida com a administração de antibióticos como a ciprofloxacina, levofloxacina e doxiciclina nos dois meses após exposição.[5] Quando se dá a infeção, o tratamento é feito com antibióticos e, possivelmente, antitoxinas.[6] O tipo e a quantidade de antibióticos administrada depende do tipo de infeção.[5] A antitoxina é recomendada para pessoas com infeção disseminada.[5]

Embora seja uma doença rara, o carbúnculo em seres humanos é mais comum no centro de África e no sul da Ásia.[11] Dentro da Europa, é mais comum no sul do continente, sendo pouco comum no norte da Europa e na América do Norte.[12] Anualmente, ocorrem cerca de 2000 casos da doença em todo o mundo.[8][13] Mais de 95% destes casos correspondem a carbúnculo cutâneo.[7] Sem tratamento, o risco de morte por carbúnculo cutâneo é de 24%[5] e o risco de morte por carbúnculo gastrointestinal é de 25-75%. Mesmo com tratamento, o carbúnculo por inalação corresponde a uma mortalidade de 50 a 80%.[5][7] Até ao século XX, as infeções por carbúnculo matavam centenas de milhar de pessoas e animais por ano.[14] Vários países desenvolveram armas químicas a partir do carbúnculo.[7] Em animais herbívoros, a infeção transmite-se por ingestão ou inalação dos esporos durante o pastoreio.[11] Os animais carnívoros contraem a infeção ao ingerir animais contaminados.[11]

Sinais e Sintomas

Infecção de pele por antraz

O período de incubação varia entre 1 a 6 dias, embora períodos superiores (inclusive, 60 dias) têm sido descritos. Pessoas com diabetes, imunidade baixa e pele lesionada são mais vulneráveis.[15]

Infecção cutânea

Também conhecida como doença de Hide-Porters. É caracterizada por formar uma bolha indolor, que se torna uma úlcera negra uma semana ou duas após a exposição. Apenas quando afeta os gânglios linfáticos causa dor. A infecção cutânea é a menos mortal de todas, mas se não for tratada, a infecção pode entrar na corrente sanguínea e causar morte em 20% dos casos.[16]

Infecção pulmonar

A infecção pulmonar por carbúnculo provoca, nos primeiros dias, sintomas semelhantes aos da gripe, seguidos de problemas respiratórios graves, por vezes fatais. Se não for tratada, a infecção por inalação é a mais mortal, com uma taxa de mortalidade de aproximadamente 100%. A infecção pulmonar também é conhecida por Doença de Woolsorter.

Infecção gastrointestinal

A ingestão dos esporos do carbúnculo provoca sérias dificuldades gastrointestinais, vômitos sanguíneos e diarreia. Se não for tratada leva à morte em cerca de 25% a 60% dos casos.